Austenite ou Janeite?

austenite ou janeite.png

Na semana passada, eu proferi a palestra de encerramento do VI Encontro Nacional da Jane Austen Sociedade do Brasil e tive a oportunidade de usar os dois termos para designar os fãs de Jane Austen. Entretanto, após uma conversa com outros membros da JASBRA, decidi escrever este post para esclarecimentos quanto aos dois termos.

O termo ‘Janeite‘ foi cunhado por  George Saintsbury, em 1894 em um prefácio de Orgulho e Preconceito. O termo se refere à um devoto admirador de Austen, suas obras e tudo o que está relacionado à sua vida e época em que a escritora viveu.

O termo ‘Austenite‘ cunhado em 1903, se refere também aos devotos fãs e aos estudiosos da vida e obras de Austen*, conforme afirma Gross (2008).

Para Hayes (2004), os termos ‘Janeite‘ e ‘Austenite‘ representam dois discursos distintos. Janeite “tende a ser informal, íntimo e pessoal em relação aos dramas sentimentais e sociais” escritos por Austen. Enquanto Austenite é “formal, intelectual e objetivo na explicação de suas narrativas irônicas, morais e sutis que constituem uma análise social e moral” das obras. Lynch (2000, p. 14) nos chama a atenção para o fato de que ‘Janeite‘ parece algo mais íntimo, uma situação onde escritora e fã possuem o mesmo nome próprio. Entretanto, o termo Janeite automaticamente destaca o gênero da escritora e implica que seus leitores são do mesmo sexo, ou seja, são todas mulheres. Além disso, um outro termo bastante usado em inglês, o ‘Janeiteism‘ parece ser usado para simplificar a questão de que os “romances de Austen propiciam espaços culturais onde nós possamos todas ser garotas juntas” (Lynch: 2000, p. 14). Sendo assim, para incluir leitores de ambos os sexos, acredito que a opção para a língua portuguesa aqui no Brasil seja o termo ‘Austeniano‘, visto que ambos homens e mulheres podem ser chamados por essa alcunha, ao contrário do termo ‘Janetes‘ que está mais relacionado à um grupo feminino, visto que não há variação masculina para o nome Jane, na minha concepção.

Aqui no Brasil, ainda não menção nos dicionários que consultei. Fiz um levantamento a respeito de pesquisas acadêmicas e descobri que em algumas monografias os autores utilizam o temo ‘AUSTENIANO‘. A mesma grafia também foi observada em publicações na Itália e Espanha. Na Espanha, Sánchez entitula os fãs de Austen como ‘los Austenitas‘ e discorre sobre a recepção de Austen na Espanha, assim como as adaptações para a televisão espanhola e publicações em jornais, revistas e traduções dos livros da autora.

Ainda a respeito dos termos relacionados aos leitores, fãs e estudiosos de Austen, Yaffe (2013) destaca: Jane Addiction, Austen Powers, Austenmania, Austenesque, entre outros.

 

Para citar este post:

SALES, A. D. Austenite ou Janeite? Jane Austen Brasil, 2017. Disponível em: https://janeaustenbrasil.com.br/2017/06/08/janeite-ou-austenite/.

* De acordo com o site Wiktionary

Referências:

HAYES, M. Trubetzkoy, Austen and the evolution of cutlure. In: BATTAGLIA, B.; SAGLIA, D. (Ed.) Re-drawing Austen: picturesque travels in Austenland. Napoli: Ligouri Editore, 2004.

GROSS, U. M. What Happens next: Jane Austen’s fans and their sequels to Pride and Prejudice. Thesis of Master of Arts in English.  Georgetown University. 2008. Disponível online: https://repository.library.georgetown.edu/bitstream/handle/10822/553009/grossUrsula.pdf. Acesso em: 07 de junho de 2017.

LYNCH, D. (Ed.) Janeites – Austen’s Disciples and Devotees. Princeton: Princeton University Press, 2000.

SÁNCHEZ, M. C. R. Historia de los Austenitas. Málaga: Kindle Edition. 2015.

YAFFE, D. Among the Janeites – a jorney through the world of Jane Austen Fandom. New York: Houghton Mifflin Harcourt Publishing Company, 2013.

Anúncios

Jane Austen e Twitter

Ao visitar o blog Lendo.org do meu amigo André Gazola, guri mais que tri-legal tchê, li um post sobre O que um escritor famoso diria no Twitter? André estava se referindo ao post do blog Livros e Afins. Visitei a página e morri de rir de tanta criatividade literária! O Alessandro Martins, dono do Blog Livros e Afins, fez uma seleção do autores mais famosos e colocou uma frase no estilo do Twitter para cada um deles, em apenas 140 caracteres. O mais interessante, é que os leitores também participaram e foram criando outras fases, também muito divertidas. Até onde eu tinha lido ontem, ninguém tinha criado uma fala para Jane Austen.
Como não tenho como saber se alguém já criou uma frase para Jane, aqui vai a minha:
Jane Austen: “É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro, possuidor de grande fortuna, deve estar em busca de escrever mensagens no Twitter.”

Bem, falando de Twitter e Jane Austen, como a Mags do Austen Blog alertou, há uma invasão de Jane Austen também neste site! Muitas pessoas criaram perfis com o nome Jane Austen, ai falam de tudo um pouco. O interesse é que algumas pessoas criaram um twitter para o Mr. Darcy, Lizzie Bennet e até para o Mr. Collins. Adorei!! Lizzie Bennet faz comentários sobre o que pensa do Mr. Darcy e vice-versa.

Minha amiga Laurie Rigler (Jane Austen Addict) também está no Twitter e decidiu fazer o mesmo com o livro Persuasão. Laurie promete contar a história do livro em apenas 140 caracteres por vez. Como ela mesmo disse: não é nada brilhante, nem mesmo literatura, porém tentar escrever a primeira parte do capítulo 1 em apenas 140 caracteres é um desafio divertido!
Aqui está o primeiro post de Laurie no Twitter: “Persuasion, Ch.1: Sir Walter Elliot, baronet, engages in 19th cent. Wikipedi-ing: Rereads and edits entry on the Elliots in The Baronetage.”
Eu também estou no Twitter, particularmente ainda não percebi os benefícios ao usar o site. Espero que aqui no Brasil, não seja usado para assassinar a língua portuguesa ou para se autopromover e contar vantagem (como acontece no orkut).

**********

* Twitte: Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite que os usuários enviem atualizações pessoais contendo apenas texto em menos de 140 caracteres via SMS, mensageiro instantâneo, e-mail, site oficial ou programa especializado. As atualizações são exibidas no perfil do usuário em tempo real e também enviadas a outros usuários que tenham assinado para recebê-las. Fonte: http://www.wikipedia.org/

Novo livro de Laurie Viera Rigler

Pessoal, primeiro eu peço desculpas por estar tanto tempo fora do ar! Estou trabalhando em todas as minhas horas livres, mas é por uma boa causa! Enfim, ando sem tempo até de assistir televisão!

Hoje eu vou traduzir para vocês um amável e-mail que recebi da Laurie Rigler, onde ela me faz um convite tentador! Quisera eu poder viajar em julho para os Estados Unidos!
Laurie,
we, your brazilian friends and fans, wish you luck! I already voted!

***

Querida Adriana,

Eu lhe desejo uma boa primavera! Espero que você esteja bem e feliz.

Eu estou retornado após hibernar por um longo tempo, pois terminei de escrever meu segundo livro: Rude Awakenings of a Jane Austen Addict (Tradução minha: Rude despertar de uma viciada em Jane Austen). E estou feliz em anunciar que será lançado no dia 25 de junho de 2009, pela editora Dutton.

Eu farei a primeira leitura do livro na livraria Vroman em Pasadena (EUA) em 22 de julho às 19:00, por favor reserve a data!. Adoraria vê-la!

Enquanto isso, aqui vão algumas notícias quentes:

Meu primeiro livro – CONFESSIONS OF A JANE AUSTEN ADDICT (tradução minha: Confissões de uma viciada em Jane Austen), acabou de ser lançado no Reino Unido, foi publicado pela editora Bloomsbury, com uma linda capa!

Além disso, fizeram uma crítica no jornais The Guardian e The Observer. Ainda me nomearam para a premiação do Jane Austen Centre: 2009 Regency World Award for Best New Fiction!

O prêmio The Regency World Awards é patricionado pelo The Jane Austen Centre in Bath (um lindo lugar que visitei quando fiz minhas pesquisas para escrever o livro), e os vencedores são eleitos pelo público.

Então, por favor VOTE AQUI!

Espero que as belezas da primavera lhe tragam muita felicidade,

Laurie

***

Nota: Laurie fala de primavera, pois está se referindo ao hemisfério norte!

Você é viciada em Austen?

Hoje eu vou falar de um assunto que todos nós já percebemos em nosso cotidiano de fãs: somos viciados em Jane Austen! Recentemente conheci a autora Laurie Viera Rigler através de seu site Jane Austen Addict. Laurie escreveu o livro ‘Confessions of a Jane Austen Addict’ (tradução livre: Confissões de uma viciada em Jane Austen). Laurie gentilmente me autorizou traduzir o texto ‘Signs of Addiction‘ – Sinais de Vício.
Sou viciada em Jane Austen – Sinais do vício

* Você se reconhece em alguma destas situações? Se afirmativo, então é hora de revelar!

* Você se esquece de pegar as roupas na lavanderia, mas consegue recitar de cor e salteado a carta do Capitão Wentworth’s para Anne Eliot.
* Seus amigos carregam fotos dos filhos e outras coisas significantes na carteira, enquanto no seu celular tem uma imagem do Colin Firth como Mr. Darcy (ou Matthew MacFadyen, dependendo do seu gosto pessoal).
* Se sua casa está em chamas, você deixa para trás o álbum de fotos da família e seu computador, mas salva sua bonequinha da Jane Austen, a camiseta do Mr. Darcy e o mapa de Bath.
* Enquanto seus amigos fantasiavam sobre o possível vencedor da Copa de 2006, o seu desejo era estar no encontro anual da Jane Austen Society em Tuscon. Contextualizando para as fãs do Brasil: enquanto seus amigos fantasiavam sobre a copa de 2006, você não via a hora de encontrar suas amigas virtuais no próximo orkontro regional.
* Você está com coisas atrasadas no trabalho, escola, organização da casa (complete o espaço em branco de acordo com a sua situação) porque gasta mais da metade do dia visitando os fóruns sobre Jane Austen discutindo se Fanny Price é o exemplo de moral em Mansfield Park ou se é mais chata personagem da história literária.
* Você gasta a outra metade do seu dia nos fóruns discutindo quem é o Mr. Darcy mais bonitão: Colin Firth ou Matthew MacFadyen.
* O ideal de riqueza dos seus amigos é uma casa nas montanhas de Hollywood. Você daria tudo pela primeira edição de Orgulho e Preconceito ou pelo menos uma edição de capa em couro. Falando sério… qualquer uma de nós ficaria feliz da vida com a coleção da Cambridge.
* Você está em uma multidão, numa boate irritante e alguém lhe convida para dançar, você logo responde: “num lugar como esse, seria insuportável” (referência à fala de Mr. Darcy: “At an assembly such as this, it would be insupportable”).
* Você é propenso a fazer citações de romances e filmes, na maioria das vezes fora do contexto (veja citação acima).
* Para seus amigos fazer alguma atividade física significa caminhar ou praticar yoga. Para você é fazer aulas de dança típica da Inglaterra. Quer dizer, se pudesse arrumaria alguém para ir junto com você!

* Sua melhor amiga pensa que você está de brincadeira, apesar de ter visto a última versão de Orgulho e Preconceito duas vezes. Ela, diferente de você, não tem nenhum problema para separar ficção da realidade.

* O seu amado lhe diz que encontraria sua marca favorita facilmente na lojinha mais próxima (com certeza ele não acertará) e acha um absurdo ter que andar de loja em loja porque acha desagradável.

* Você tem apelidos secretos baseados nos personagens de Austen para pessoas importantes em sua vida. Até batiza os animais de estimação em homenagem a um dos personagens. O seu chefe, por exemplo, é o Sr. Noris (referência a tia de Fanny em Mansfield Park). A gata de Laurie se chama Georgiana, em homenagem à irmã de Darcy. Seu marido é o Capitão Harville sempre que ele resolve mexer na caixa de ferramentas, constrói uma prateleira ou pendura um quadro. (E ainda por cima, ele tem que referir-se desse modo também, apesar de nunca ter lido persuasão).
* Você julga os atores e suas respectivas atuações nas adaptações para o cinema e TV dos livros de Austen. Por exemplo, Laurie achou bastante desagradável lembrar-se de Persuasão (1995) quando viu o Ciaran Hinds fazer o papel de um pedófilo na série Prime Suspect series. Captain Wentworth nunca faria tal coisa, ela fez uma tempestade em um copo d’água e logo desligou o DVD. Que vergonha!!
*Por favor, envie seus sinais de vício em Jane Austen! Postarei os meus favoritos aqui no blog! Mas espere, tem mais… amanhã farei um post sobre o artigo de Jeanne Kiefer.
*****
Este post é de direito autoral de Adriana Sales Zardini e Laurie Veira Rigler, se for citar a tradução favor linkar este blog e/ou fazer citação, como abaixo:
ZARDINI, A.S.; RIGLER, L. V. Sou viciada em Jane Austen. Disponível em: www.janeaustenclub.blogspot.com Acessado em: (coloque a data)