Live 72 – Por que ler os clássicos?

Nossa #janeaustenlives de terça, 27 de julho, será às 19:00 (horário de Brasília) e vai contar com a participação do Gláucio Zani e da Elinara Santana (ambos alunos do Curso Bacharelado em Letras com linha de formação em Tecnologias de Edição do CEFET-MG). Vamos falar de literatura, livros e sobre a criação do podcast Rubrica Literária, criado por Gláucio, Elinara e Stephanie Chantal.

Live 71 – Jane Austen e a Academia

Nossa próxima #janeaustenlives será amanhã, dia 20 de julho às 17:00 (horário de Brasília) e desta vez nossa convidada é a Jade Cestari (University of Ireland)! Vamos conversar sobre “Jane Austen e a Academia“. Lembrem-se: nossas lives acontecem no @janeaustenbrasil no Instagram.

Jade Cestari é graduada pela PUCRS e Mestre em Literatura Internacional Contemporânea e Plataformas de Mídia na National University of Ireland.

#janeaustenlives – Programação de Junho

Prezados leitores e companheiros de jornada! Nossas #janeaustenlives estão de volta! Vejam a programação no cartaz e organizem suas agendas! Lembrem-se: os encontros serão às terças sempre às 19:00 (horário de Brasília), na nossa página no Instagram @janeaustenbrasil E depois serão salvos no Youtube Jane Austen Sociedade do Brasil.

Nossas convidadas deste mês irão nos presentear com palestras sobre suas pesquisas mais recentes! Sejam todos bem-vindos!

SANDITON, 2ª TEMPORADA: DATA DE ESTREIA E SPOILERS

Haverá uma segunda temporada?

Sanditon é o mais novo sucesso no Brasil, através do Globoplay, e os fãs estão realmente apaixonados pelo drama histórico.

A série é baseada no manuscrito inacabado da falecida Jane Austen, nome que é bastante cultuado no mundo da literatura.

Devido à natureza inacabada do romance (Austen completou apenas onze capítulos), a obra original é usada na maior parte do primeiro episódio. E então o produtor Andrew Davies usou os personagens desenvolvidos para completar a história.  O romance se passa em uma cidade litorânea durante uma época de mudança social. Na altura de sua morte em 1817, Austen havia completado 24.000 palavras do romance.

Situando sua história na era da Regência, a trama segue uma jovem e ingênua heroína enquanto ela navega em conflitos pessoais novo resort à beira-mar de Sanditon.

Mas então, a série voltará para uma segunda temporada? Pensando na curiosidade dos fãs, reunimos todas as informações oficiais até aqui.

Renovação e data de estreia

Os fãs de Sanditon podem comemorar! Isso porque a série já garantiu uma segunda temporada. Sim, Sanditon foi renovada para uma segunda temporada.

Sanditon estreou no Reino Unido em 2019, pela PBS e, posteriormente, chegou aos Estados Unidos em 2020. Porém, aqui no Brasil, ela estreou em abril de 2021 pelo Globoplay. Da mesma forma, vem crescendo sua popularidade ao redor do mundo.

Embora a PBS tenha desistido de dar sequência para a série, de acordo com o Spoiler TV, o canal britânico ITV – o mesmo de Downton Abbey, comprou os direitos e garantiu a continuação. 

De acordo com o SpoilerTV, portanto, as gravações da segunda temporada estão previstas para a metade de 2021. Logo, a estreia da segunda temporada deverá acontecer somente em 2022.

Elenco: quem vai voltar?

No entanto, ainda não há uma declaração oficial sobre o elenco de estrelas de Sanditon 2, mas mais provavelmente, seus favoritos irão repetir seus papéis na próxima temporada. Enfim, veremos novamente os seguintes nomes.

  • Kate Ashfield retornará como a personagem de Mary Parker.
  • Rose Williams retornará como a personagem de Charlotte Heywood.
  • Crystal Clarke retornará como o papel de Georgian Lambe.
  • Chris Marshall retornará como o personagem Tom Parker.
  • Turlough Convery retornará como o personagem de Arthur Parker.
  • Jack Fox retornará como o personagem de Sir Edward Denham.
  • Theo James retornará como o personagem de Sidney Parker.
  • Matthew Needham retornará como o personagem do Sr. Crowe.
  • Anne Reid retornará como a personagem de Lady Denham.
  • Rob Jarvis retornará como o papel de Isaac Stringer.
  • Leo Suter como James Stringer.
  • Kris Marshall retornará como o personagem Tom Parker.
  • Alexandra Roach retornará como o papel de Diana Parker.

Spoilers: o que vai acontecer?

Como é mais vital saber que a série Sanditon se inspira no último romance de Jane Austen, não há um final escrito. Dessa forma, a série também está inacabado assim como o livro.

Devido à sua doença, ela conduziu ao seu destino e, portanto, infelizmente não resistiu para escrever o final da história. Mas Austen é toda conhecida por seu legado a ser mantido em seus romances. Então, tão familiarizado com isso, o final será tão alegre quanto seus outros romances.

Igualmente, o enredo da 2ª temporada irá girar em torno das novas trilhas de vida de ambos os principais casais principais que se separam devido à conspiração de suas famílias.

Além disso, é possível também que os produtores da série se inspirem em desfechos de obras anteriores para criar um final para a série.

Fonte: Mix de séries

‘Persuasão’: Henry Golding vai estrelar nova adaptação do clássico romance de Jane Austen

O clássico romance ‘Persuasão’, uma das obras-primas de Jane Austen, vai ganhar mais uma adaptação através da Netflix e da MRC Entertainment – e já encontrou outro de seus protagonistas.

Henry Golding, que se tornou mundialmente conhecido pela comédia Podres de Ricos, foi contratado para viver William Elliot na nova releitura – um jovem frio, calculista e oportunista que se afasta de sua família apenas para ser abraçado por ela depois de se tornar um homem rico. Apesar de serem parentes distantes, ele desenvolve um interesse romântico em Anne Elliot (Dakota Johnson), posicionando-se como o herdeiro de sangue do patriarcado da família.

Anne, por sua vez, é uma mulher não-conformada com sensibilidades modernas e que mora com uma família esnobe e à beira da falência. Quando seu charmoso ex-noivo, Frederick Wentworth, volta para sua vida, ela deve escolher se deve deixar o passado para trás ou ouvir o coração quando se trata de segundas chances.

O filme marca a estreia diretorial da aclamada diretora de teatro Carrie Cracknell. O roteiro fica a encargo do vencedor do Oscar Ron Bass (‘Rain Man’) e de Alice Victoria Winslow.

Andrew LazarChristina Weiss LurieElizabeth CantillonMichael Constable e David Fliegel entram como produtores.

A obra foi a última a ser finalizada por Austen e foi publicada em 1817, seis meses após sua morte.

Fonte: CinePop

Revista LiterAusten – chamada para publicação

A nona edição da Revista LiterAusten está com chamada aberta para artigos relacionados ao Universo Austen e aos estudos sobre escritoras inglesas! Qualquer temática que seja relacionada às escritoras e suas obras é bem vinda! 

Normas para Publicação

1. Número de páginas
Para apresentação do trabalho, que abarcará 15 minutos, sugerimos produzir um texto de, no máximo, 6 páginas. Para a publicação na revista, o tamanho máximo é de até 15 páginas (com referências).

2. Apresentação
Papel tamanho A4 (21 cm X 29,7 cm), com margens superior e esquerda de 3 cm e direita e inferior de 2 cm. A fonte deverá ser TIMES, tamanho 12, espaçamento 1,5, parágrafo justificado com recuo de 1,5 cm e entrelinha 1,5. O arquivo não pode ter marcas de formatação (estilo, tabulações) nem numeração de páginas. Para citações: fonte TIMES, tamanho 10, espaçamento SIMPLES entrelinhas.

3. Estrutura
Título do artigo: em maiúsculas e em negrito, centralizado no alto da primeira página, em espaçamento 1,5 entrelinhas, tamanho 14.
Nome do autor: por extenso, 1 linha abaixo do título, alinhado à direita, com mesmo tamanho e fonte do texto e com asterisco para a nota de rodapé onde deverá ser inserido o mini-currículo.
Mini-currículo: em nota de rodapé, puxada do sobrenome do autor, na qual constem titulação, instituição de origem, cidade e estado e o endereço eletrônico do autor.
Corpo do texto: duas linhas abaixo do nome do autor, entrelinhas 1,5, fonte tamanho 12, justificado, adentramento de 1,5. Subtítulos devem ser alinhados à margem esquerda.
Notas: devem ser colocadas ao pé da página e numeradas sequencialmente.

4. Citações
Devem seguir a NBR 10520 da ABNT (disponível aqui) no sistema AUTOR-DATA.

    Em citações textuais, o autor deve ser citado entre parênteses, exclusivamente pelo sobrenome, separado por vírgula da data de publicação: (SOUZA, 2006). As citações de obras de um mesmo autor, publicadas no mesmo ano, devem vir discriminadas por letras minúsculas após a data, sem espaço: (GIVÓN, 2002a, 2002b). Se o autor estiver citado no texto, apenas a data virá entre parênteses: Souza (2006) admite mais de uma forma…
Obras com até três autores, todos devem ter seus sobrenomes indicados, separados por ponto-e-vírgula (MARTELLOTA; FURTADO; MEDIANEIRA, 2003). Se houver mais de três, indica-se o primeiro sobrenome, seguido de et. al. (MATEUS et al., 1985).
Em citações diretas, a(s) página(s) deverá(ão) seguir a data, após a vírgula e a indicação “p.”: (SOUZA, 2006, p.102). Se o trecho corresponder a um intervalo de páginas, separa-se a inicial da final com hífen: (NEVES, 20006, p.102-110).
A citação direta, de até três linhas, deve estar inserida em um parágrafo comum do texto, entre aspas duplas. As aspas simples serão usadas para indicar citação no interior da citação.
A citação direta, com mais de três linhas, deve constituir parágrafo autônomo, justificado, sem aspas, destacado com recuo de 4 cm da margem esquerda, em fonte TIMES, normal (NÃO UTILIZA-SE ITÁLICO), tamanho 10, espaço simples. Destaques em citações devem ser feitos em itálico e, após o número de página da referência, deve-se usar a expressão [grifo nosso] entre colchetes.
As citações em línguas estrangeiras devem ser traduzidas no corpo do texto com remissão à nota de rodapé em que será transcrito o trecho original. Não há necessidade de indicar que a autoria da tradução é do(s) autor(es) do artigo.

5. Referências
Alinhadas à esquerda, SEM JUSTIFICAÇÃO, sem recuo de parágrafo. Deverão ser organizadas a partir dos sobrenomes dos autores (dispostos em ordem alfabética) e, no caso de um mesmo autor, na sequência cronológica de publicação dos trabalhos citados, duas linhas após o texto ou os agradecimentos. As referências a obras traduzidas devem trazer a indicação dos créditos de tradução. O destaque do título deve ser feito em NEGRITO. As referências devem seguir rigorosamente as normas da ABNT, NBR 6023 (disponível aqui).

E-mail para envio do artigo: janeaustensociedadedobrasil@gmail.com


ATENÇÃO:  
NOS RESERVAMOS O DIREITO DE NÃO PUBLICAR OS TEXTOS QUE NÃO SEGUIREM
AS NORMAS AQUI EXPLICITADAS. 

Live 65 – 13 anos de Jane Austen Brasil

Hoje comemoramos 13 anos do blog Jane Austen Brasil! Criado em 23 de fevereiro de 2008, por Adriana Sales, o blog tinha como objetivo divulgar a vida e obra de #janeausten ❤️ no ano seguinte, criamos a #janeaustensociedadedobrasil e fomos ampliando nossas publicações e diversificando conteúdo nas mais variadas redes sociais! Nosso aniversário hoje será comemorado com vocês! Na live, hoje às 19:00 (horário de Brasília)! Sejam todos bem vindos! #janeaustenbrasi l#janeaustensocietyofbrazil #jasbra #janeausten

Live 63 – As quatro estações de Emma

Nossa próxima #janeaustenlives será no dia 19 de novembro às 20:00 horas (horário de Brasília) com o amigo e professor Guilherme Lentz. Vamos conversar sobre suas impressões ao ler Emma. Guilherme me adiantou que “o curso das estações do ano como uma via de leitura do romance, que não havia me picado tão forte na leitura do romance, mas que, no filme, talvez pelo uso de trechos do Vivaldi como trilha sonora, me pareceu um fio condutor potencialmente mais importante do que um mero cenário”. 

“Guilherme Lentz é professor de língua portuguesa e literatura no CEFET-MG. Tem mestrado e doutorado em Teoria da Literatura e Literatura Comparada pela FALE/UFMG, com trabalhos que investigam interseções entre literatura, música e juventude. Seus interesses sempre gravitaram ao redor da leitura em suas várias facetas, especialmente no que se refere ao ensino. O contato com Jane Austen é um fruto natural desse convivência, enriquecido pela percepção de que os romances da autora merecem muito boa acolhida entre o público jovem e pela admiração ao pioneirismo da autora em seu contexto.

Revista LiterAusten edição 08 (2020)


Publicação da Jane Austen Sociedade do Brasil – ISSN 2526-9739literausten-08-2020Baixar

Na edição 8 da Revista LiterAusten apresentamos um artigo que discute Jane Austen sob o viés bíblico. Em seguida, um artigo analisando uma personagem da novela Orgulho e Paixão, inspirada em várias obras de Jane Austen. Os três artigos restantes exploram a obra Orgulho e Preconceito sob diferentes pontos de vista: a posição da mulher na sociedade aristocrática inglesa, Elizabeth Bennet em foco e, uma análise da adaptação cinematográfica de 1940.

Os artigos aqui apresentados são frutos de trabalhos e pesquisas acadêmicas que visam enriquecer nosso conhecimento a respeito da autora e suas obras.

Vejam os títulos das publicações desta edição:

JANE AUSTEN E A BÍBLIA: UM ENSAIO SOBRE A INFLUÊNCIA DA LEI DE MOISÉS NA OBRA ORGULHO E PRECONCEITO (Marcelle S. Vieira Salles)

A NOVA DASHWOOD: MARIANA BENEDITO EM ORGULHO E PAIXÃO (Diana de Melo Xavier)

A MULHER DA BAIXA ARISTOCRACIA EM ORGULHO E PRECONCEITO (Aline Benato Soares)

ELIZABETH BENNET E A MUNDIVIDÊNCIA ARTÍSTICA DE JANE AUSTEN (Andre Klojda)

PRIDE & PREJUDICE TRANSMUTADO PARA O SCREWBALL COMEDY DE 1940 (Ricelly Jáder Bezerra da Silva)


WORKSHOP: O fandom digital trouxe Jane Austen de volta para o futuro

Participarei da 24a Jornada de letras da Ufscar!
Palestrante: Adriana Sales Zardini (UFMG/CEFET-MG)
Mediadora: Maria Luiza Ribeiro Buzian (UFSCar)

Em tempos de pandemia, a fandom digital da autora inglesa Jane Austen impulsionou via internet, uma gama de lives acerca da vida e obra da escritora e além disso, a leitura de seus romances pelo formato “bookclub”.

DATA: 28/10/2020 (quarta-feira) às 17h
INSCRIÇÃO: ESGOTADA
TRANSMISSÃO: via Youtube (o link será divulgado no dia e também encaminhado por e-mail aos inscritos).