Queremos as Damas de Época de Volta!

Damas de Época

Pessoal, alguém se lembra da coleção Damas de Época, lançada há alguns anos pela Planeta Deagostini? A coleção, lançada no Brasil em 40 fascículos, abordava o mundo do colecionismo, além de trazer a história das bonecas antigas e sua fabricação. Cada fascículo trazia um livreto, com informações sobre a coleção e sobre a personagem feminina de um livro famoso e uma boneca, em porcelana, representando esta personagem.

Jane Austen teve 5 personagens de seus livros representadas na coleção: Elizabeth Bennet, Emma Woodhouse, Anne Elliot, Fanny Price e Elinor Dashwood. (A Adriana Sales chegou a fazer uma publicação sobre a coleção anteriormente).

Infelizmente, ainda não há nenhuma notícia de que esta coleção será relançada. Mas alguns leitores nos deram a dica de que a editora Planeta DeAgostini está aceitando sugestões sobre quais coleções lançar e relançar. Então, vamos espalhar a notícia e pedir o relançamento da coleção Damas de Época. Façam suas sugestões neste link!

Texto: Pollyana Coura

Anúncios

Discussão da novela Orgulho e Paixão

discussao jasbra

Apresentação:

Em parceria com @moirabianchi @mundojaneausten @shoujocafe a @janeaustenbrasil decidimos criar uma discussão semanal sobre a novela Orgulho e Paixão. As discussões serão iniciadas na comunidade @janeaustenbrasil no Facebook e será feita da seguinte maneira:

– Publicação semanal das impressões sobre os capítulos da semana que já foram exibidos com as participações dos ID que fazem parte deste projeto.

– Publicação diária com comentários dos participantes que estão acompanhando a novela. Todos são bem vindos!

Regras:

1) O participante tem que levar em consideração que se trata de uma produção INSPIRADA em Jane Austen. Portanto, não há como ser totalmente fiel aos livros que foram escolhidos como fonte de inspiração.

2) O participante deverá manter o respeito à opinião alheia para continuar na comunidade.

3) Qualquer pessoa pode participar e enviar links e tópicos para discussão. Porém, os comentários oficiais da @janeaustenbrasil @shoujocafe @fmjaneausten @moirabianchi serão publicados uma vez por semana, com as impressões dos capítulos já exibidos na semana em questão.

4) Observação: a participação deve ser feita no tópico de discussão da semana, para evitar excesso de publicações sobre o mesmo tema. Salvo algumas publicações que extrapolam a discussão dos capítulos, como posts ou links de terceiros.

Alguns links úteis:

– Chamadas da estreia da novela: https://janeaustenbrasil.com.br/2018/03/14/mais-chamadas-da-novela-orgulho-e-paixao/

– Making off da abertura da novela: https://janeaustenbrasil.com.br/2018/03/21/making-off-da-abertura-da-novela-orgulho-e-paixao/

– Primeiro capítulo da novela: https://janeaustenbrasil.com.br/2018/03/21/primeiro-capitulo-da-novela-orgulho-e-paixao/

– Adaptação ou Inspirado? https://janeaustenbrasil.com.br/2018/03/21/afinal-adaptacao-ou-inspiracao/

Afinal, adaptação ou inspiração?

Em uma discussão com Pollyana Coura (que também publica aqui no blog da JASBRA), decidimos tentar explicar as diferenças entre adaptação e inspiração. Muitas pessoas me perguntaram nas redes sociais sobre essa diferença.

Para Polllyana Coura, no campo artístico, a linha que divide adaptação de inspiração é bastante tênue. Um artista pode adaptar a obra de outra artista e esta nova obra tomar uma forma completamente distinta da original. No entanto, como o foco é a nova novela das 6, vamos traçar estas diferenças de maneira mais objetiva e sucinta. Quando um filme, série ou novela diz ser uma adaptação de um livro, significa que o público pode esperar uma obra mais fiel à história original, acompanhando esta história mais de perto e mantendo mais claramente elementos da obra original. Desta forma, quando um filme, série ou novela é inspirado em um livro (ou no caso, livros), fidelidade à obra original não deve ser exigida, sendo que apenas elementos da obra original serão utilizadas, podendo haver mudanças pontuais. Pra efeitos de comparação, diríamos que a série “Orgulho & Preconceito” (BBC) de 1995, seria uma adaptação do livro, enquanto o “Diário de Bridget Jones” seria inspirado no livro.

Eu acredito que por se tratar de uma produção INSPIRADA em Jane Austen, não há como ser totalmente fiel aos livros que foram escolhidos como fonte de inspiração. Veja aqui uma analise sobre adaptações para o cinema e televisão, para você entender melhor do que se trata a novela. E leia aqui sobre novelas que buscaram inspiração na literatura.

casais

Quem é quem na novela Orgulho e Paixão

familioa benedito

Diante de tantas perguntas que surgiram sobre quais os livros serão fonte de inspiração para a novela Orgulho e Paixão e quais personagens representam ou foram inspirados nos originais de Jane Austen, apresento abaixo uma lista resumida (Portal UAI):

Ofélia Benedito (Vera Holtz) – Sem papas na língua, tem uma missão na vida: casar as cinco filhas. Ela passa os dias pensando em bons pretendentes para as jovens. Quanto mais tempo as filhas demoram a se casar, mais a situação financeira da família piora.

Felisberto Benedito (Tato Gabus Mendes) – Um intelectual, professor de todas as escolas da redondeza, casado com Ofélia.

Elisabeta Benedito (Nathalia Dill) – É uma jovem à frente de seu tempo, que se recusa a se casar por conveniência. Apesar de seu forte temperamento, ela encontra em Darcy (Thiago Lacerda) seu par ideal. O casal lutará contra as adversidades para viver este amor.


Jane (Pamela Tomé)
 – A mais velha das irmãs Benedito é também a mais linda. Doce e tímida, a ela não faltam pretendentes.Mariana (Chandelly Braz) – É uma apaixonada radical, sempre em busca de um amor forte e explosivo. Por isso, cai de paixão por Diogo Uirapuru (Bruno Gissoni), o poeta “trovador” que leva uma vida sem regras. Comentário da JASBRA: Vale lembrar que essa Mariana não existe em Orgulho e Preconceito, foi inspirada e Marianne Dashwood de Razão e Sensibilidade.

Cecília (Anaju Dorigon) – É a filha mais caseira da família Benedito. Está sempre cercada de livros com histórias de donzelas em perigo, de mortes por amores e de terror gótico. Comentário da JASBRA: essa personagem não existe em Orgulho e Preconceito, foi inspirada em Catherine Morland de Abadia de Northanger.

Lídia (Bruna Griphão) – É a mais extrovertida das filhas da família Benedito. Para piorar, sua ingenuidade é quase infantil. Ele se mete nas situações mais cômicas possíveis.

Darcy Williamson (Thiago Lacerda) – Nascido no Brasil, é filho do industrial inglês Lorde Williamson (Tarcísio Meira), que, ainda no Império, veio implantar as estradas de ferro no país. Irá se apaixonar por Elisabeta. Comentário da JASBRA: O personagem original de Orgulho e Preconceito se chama Fitzwilliam Darcy.

Julieta Bittencourt (Gabriela Duarte) 
– Emocionalmente distante, severa, educou o filho Camilo (Maurício Destri) sozinha, amando-o muito, mas sem nunca conseguir dar o carinho que o menino precisava. Comentário da JASBRA: Em Orgulho e Preconceito, Camilo Bittencourt não tem mãe.

Susana (Alessandra Negrini) – Dissimulada, manipuladora e sedutora. É o braço direito de Julieta, a Rainha do Café. Vê em Darcy o alvo perfeito para se dar bem na vida. Comentário da JASBRA:  Inspirada na personagem principal do livro Lady Susan, não faz parte do universo de Darcy, por exemplo.

Camilo Bittencourt (Mauricio Destri) – Lindo, doce e romântico, mas de personalidade fraca. Provavelmente devido à superproteção de sua mãe, Julieta. É o melhor amigo de Darcy, a quem considera um irmão. Comentário da JASBRA:  Foi inspirado em Charles Bingley, melhor amigo de Darcy.

Ernesto Pricelli (Rodrigo Simas) – Jovem, bonito e cheio de ideias para mudar o mundo. Filho de imigrantes italianos, Gaetano (Jairo Mattos) e Nicoletta Pricelli (Rosane Gofman). Encontra em Elisabeta não só uma aliada, também um grande amor. Comentário da JASBRA: personagem inspirado na família Price (de Fanny Price), humilde família do livro Mansfield Park.

Making off da abertura da novela Orgulho e Paixão

O canal da Globo no Youtube publicou um vídeo mostrando o making off da abertura da novela! Vejam que interessante!

 

Primeiro capítulo da novela Orgulho e Paixão

Está disponível no Globo Play o primeiro capítulo da novela Orgulho e Paixão. Mais tarde publicaremos na comunidade da JASBRA no Facebook, um tópico fixo de discussões! Participe!

globo play

 

Mais chamadas da novela Orgulho e Paixão

O canal da Globo no Youtube divulgou mais chamadas da novela Orgulho e Paixão que estréia no próximo dia 20 de março! Ao todo publiquei aqui no blog quatro vídeos novos!

Ofélia faz de tudo para casar suas cinco filhas

A relação de Ema com o avô

A amizade entre Ema e Elisabeta

O amor entre Elisabeta e Darcy

 

 

 

 

 

 

Emma – Podcast da Quarta Parede

Acaba de ser divulgado o podcast da comunidade Quarta Parede sobre Emma de Jane Austen! Vale à pena dar uma conferida!

emma

Hoje é dia de debater aquela que é provavelmente a personagem de Jane Austen que mais divide opiniões. Alguns a amam, alguns não a suportam, mas Emma Woodhouse não liga pra ninguém! Um episódio aprovado pela Emma!

Ouça no Podbean: https://tinyurl.com/EmmaPodbean
Ouça no iTunes: https://tinyurl.com/EmmaItunes
Ouça no O Podcast É Delashttp://opodcastedelas.com.br/2018/02/quarta-parede-6-emma/

Ou no seu aplicativo de podcast preferido.

Bordado brasileiro na colcha em homenagem à Jane Austen

A Jane Austen’s House Museum divulgou inúmeros bordados que farão parte da colcha em homenagem à Jane Austen. No ano passado, fui convidada para participar como representante da Jane Austen Sociedade do Brasil e me senti muito honrada em contribuir com essa homenagem! Vejam a tradução da publicação onde o museu citou a JASBRA:

“É um prazer incluir a Jane Austen Sociedade do Brasil, que contribuiu com a moda regencial, incluindo as cores brasileiras no design do bordado.”

jasbra quilt

Para visualizar os demais bordados publicados pelo Museu, clique aqui.

Sociabilidade, Sentimento e Formação: sobre as mulheres em Hume e em Jane Austen

intro

A Revista Enunciação acabou de publicar um artigo de autoria de Marcos Balieiro com o título: ‘Sociabilidade, Sentimento e Formação: sobre as mulheres em Hume e em Jane Austen’.

CAPA-V.2-N.2

Resumo:

Trata-se de comparar as perspectivas de Jane Austen e David Hume acerca da relação entre literatura e sociabilidade, especialmente no que diz respeito à formação do caráter das mulheres. Com isso, é possível mostrar que a literatura de Austen é pensada, em ampla medida, como resposta à maneira como a filosofia das luzes britânicas concebia a natureza e o caráter femininos, além de implicar uma recusa bastante contundente da tradição da galanteria.

Para ler o artigo completo, clique aqui.