Live 48 – Conhecendo Jane Austen: Persuasão

Nossa #janeaustenlives de hoje, 24 de julho, será às 20:00 (horário de Brasília) será com a Lília dos Anjos. Conhecendo Jane Austen faz parte das nossas #janeaustenlives e a Lília traz, uma vez por mês, um livro da escritora. Desta vez, o livro escolhido é Persuasão. #conhecendoausten

Bio: Especialista em literatura e ensino. Mestra e doutoranda em Linguística Aplicada pela UFPB. Escreveu artigos sobre Jane Austen.

A Ironia e os Caprichos Misteriosos da Narrativa de Jane Austen

Nesse vídeo da Gresham College, a professora Belinda Jack discute a ‘ironia e os caprichos misteriosos da narrativa’ de Jane Austen. Existe a opção de tradução automática para o português.

Jane Austen Circulando no Brasil no Século XIX

Adriana Sales Zardini[1]

Apesar de Jane Austen hoje ser considerada um fenômeno literário global, as primeiras traduções brasileiras só começaram a ser publicadas a partir da década de 40 do século XX. Entretanto, existem registros de que traduções portuguesas de Austen já estavam à disposição dos leitores brasileiros na cidade do Rio de Janeiro em meados de 1850.

Este artigo tem como objetivo fazer um levantamento das edições que circularam no Brasil Império, com a finalidade de elucidar se as edições portuguesas estavam à disposição dos leitores brasileiros, apesar de não existirem traduções de Jane Austen em português do Brasil naquela época. Para alcançar esse objetivo, foi realizado um levantamento da primeira edição portuguesa do livro ‘Persuasion’ de Jane Austen e posterior verificação da existência de cópias dessa edição em três bibliotecas do Rio Janeiro. Conclui-se que essas cópias existiram no Brasil, porém, não foi possível encontrar nem mesmo um exemplar remanescente da obra. Entretanto, não podemos afirmar que apesar da oferta desses livros, os brasileiros tinham contato com a obra de Jane Austen e eram seus admiradores e leitores, tendo em vista que grande parte da população daquela época não sabia ler ou escrever.  A existência de obras da escritora na década de 1850 é um indício de que a autora tinha apreciadores brasileiros, tendo em vista que a aquisição de livros naquela época estava baseada na influência editorial francesa e também do público-leitor. Apesar de que apenas os mais abastados e letrados é que possivelmente tiveram contato com esta obra da escritora.

Para ler o restante do artigo, clique aqui.


[1] Adriana Sales Zardini é professora de Inglês no CEFET-MG, Doutora em Estudos Linguísticos pela Faculdade de Letras (UFMG) e Especialista em Jane Austen (Oxford University). E-mail: aszardini@gmail.com

Rational Creatures – websérie baseada em Persuasão de Jane Austen

A Moira Bianchi acabou de publicar suas impressões sobre a Websérie Rational Creatures, inspirada em Persuasão de Jane Austen! É um post bem completo e com spoilers! Thank you so much Moira!

Para quem desejar conhecer o projeto antes de ler as impressões da Moira, segue abaixo os links:

Youtube – #rationalcreatures

Twitter – https://twitter.com/rationalseries

Instagram –  https://www.instagram.com/rationalseries/

Programação VII Encontro Nacional da JASBRA

Prezados leitores e queridos amigos, segue abaixo a divulgação da programação resumida do VII Encontro Nacional da JASBRA. Nosso evento será realizado entre os dias 26 a 28 de abril de 2019, na cidade de Timóteo, MG. Confira a programação abaixo:

Inscrições para Ouvintes: clique aqui.

Inscrições para Mini Cursos:

Inscrições para o Brunch de encerramento:

  • Brunch no domingo (28 de abril) 25,00 reais – clique aqui.

Austen e Gaskell no Cefet-Mg

Sob a coordenação da professora Adriana Sales (Inglês), no último sábado letivo, dia 13 de abril, os alunos dos segundos anos (Qui2, DS2, Edi2) e terceiro ano (Edi3) puderam assistir e filmes baseados em grandes obras da literatura inglesa.

WhatsApp Image 2019-04-14 at 9.31.25 AM
Persuasão (2007)

Foram exibidos os filmes Persuasão, baseado na obra homônima de Jane Austen, e, Norte e Sul baseado na obra de Elizabeth Gaskell. O projeto tem como objetivo dar suporte à leitura dos livros citados anteriormente, já que os alunos estão lendo ‘graded readers’ em inglês. O projeto de exibição de filmes e posterior debate faz parte do projeto “The Jane Austen League” – A liga da Jane Austen – que tem como objetivo promover os estudos culturais a respeito dos países de língua inglesa.

WhatsApp Image 2019-04-14 at 9.36.00 AM
Reação dos alunos ao final do filme!

O evento foi organizado pela professora Adriana, que além de especialista em Jane Austen, também publica regularmente em um site sobre a escritora desde 2008. Além disso, a docente também mantém um projeto de pesquisa em andamento com os alunos da graduação em Engenharia da Computação sobre a escritora Elizabeth Gaskell.

Informações:
http://www.janeaustenbrasil.com.br

Instagram:
@thejaneaustenleague
@janeaustenbrasil

VII Encontro Nacional da JASBRA

É com grande satisfação que anunciamos mais um evento nacional da Jane Austen Sociedade do Brasil. Neste ano, celebramos as publicações “Persuasão” e “Abadia de Northanger“. O evento acontecerá na cidade de Timóteo, Minas Gerais, entre os dias 26 a 28 de abril. Fiquem atentos às nossas publicações pois em breve divulgaremos a 1a circular de chamada de trabalhos e demais detalhes como hospedagem, meios de locomoção, etc.

Vídeo de Encerramento do VI Encontro Nacional da JASBRA

Prezados leitores,

aos poucos vamos publicar os detalhes do VI Encontro Nacional da JASBRA, principalmente, para aqueles que não puderam ir! Aproveito também para lançar o Canal Jane Austen Brasil no Youtube.

O vídeo abaixo é do encerramento do evento, onde li um poema de Rudyard Kipling chamado “Jane’s Marriage”. Não se trata de uma tradução, e nem sequer tentei rimar as palavras. Na verdade, foi uma tradução expontânea! Aguardem até o final, pois tivemos a presença do Capitão Wentworth e Anne Elliot! Depois me contem o que acharam.

Caindo de amores pelo Capitão Wentworth

Eu encontrei esse trecho dos bastidores das filmagens de Persuasão (2007) no Youtube. Pobre Anne Elliot, o amor pelo Capitão Wentworth a fez escorregar pelas ruas de Bath! 🙂

“Quase tudo o que pensamos saber sobre Jane Austen está errado”

secret

O artigo publicado no site BookSeller “Quase tudo o que pensamos saber sobre Jane Austen está errado” é uma declaração de Helena Kelly, autora do livro Jane Austen, The Secret Radical, um livro que será publicado no ano que vem.

A autora – professora da Universidade de Oxford – argumenta que nos acostumamos a uma Jane falsa. Depois de 200 anos de biografias, estudos literários, filmes e adaptações de TV, canecas e toalhas de chá, Austen está agora tão enraizada em nossa consciência cultural que nos desviamos muito dos próprios romances. A própria Kelly foi vítima disso: “Quando eu estava lecionando Austen, muitas vezes eu tinha que voltar ao texto para verificar se o que eu estava lembrando estava realmente lá”. 

Kelly afirma ter sido ‘fisgada’ pela adaptação de Orgulho e Preconceito de 1995, com Colin Firth. Ela e a irmã assistiram a fita de vídeo até estragar. A autora diz que: “(…) eu acho que o que realmente me atraiu foi o modo como as adaptações colocaram em primeiro plano a experiência das mulheres e, especialmente, de uma família de irmãs adolescentes, com essa mistura de afeto e desejo de estrangularem-se. Você não percebe que muitas vezes. “

Por outro lado, Mansfield Park, que ela estudou durante as séries iniciais, foi uma decepção. “Eu achei muito difícil (…)”. Kelly não retomou Austen até seu mestrado no King’s College, em Londres, e, em seguida,   em seu doutorado em Oxford. Antes disso, um curto período na faculdade de direito a convenceu de que uma carreira como advogada não era para ela, entretanto, a experiência de estudar direito lhe deu uma abordagem mais forense aos romances de Austen.“Eu me aproximei deles de modo bem diferente de antes e comecei a notar coisas diferentes”, diz Kelly.

E, de fato, como mostra a Kelly, Emma está repleta de referências. Lembra daquelas crianças ciganas desagradáveis que tentam roubar Harriet Smith? Estão implorando pela estrada porque foram cercados fora de seu acampamento habitual.” Esse ponto de vista sobre Emma permitiu Kelly voltar a estudos os outros romances de Austen. “É tudo sobre confiar no autor. Se você olhar para os textos a sério, então você precisa confiar que o autor quer dizer o que está escrevendo. Austen não faz comentários descartáveis. Se algo está lá, é porque você está destinado a ler e capturar a ideia da autora”.

Em Jane Austen, The Secret Radical, Kelly argumenta que Sense & Sensibility estabelece indignação nua de Austen a respeito da primogenitura, e as mulheres daquela época foram, muitas vezes, deixadas em uma situação de incapacidade financeira por seus parentes do sexo masculino. Mansfield Park é um “romance fanático”, com profundas preocupações acerca da abolição da escravatura, marcada obviamente pelo seu título (Lord Mansfield foi um dos abolicionistas mais proeminentes no final do século 18). Northanger Abbey, traz um teor mais sexual, lança um olhar sobre os perigos do parto, bem como as consequências de não ler livros com atenção suficiente. Persuasão, último romance completo de Austen, é uma meditação agridoce sobre o caos inerente de nossas vidas em um mundo caracterizado pela instabilidade e mudança constante.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Dados do livro: 

Editora: Icon Books
ISBNs: 9781785781162/81179
Editor: Duncan Heath