Ivo Barroso discute sua tradução ‘Razão e Sentimento’

O vídeo, gentilmente cedido pela Editora Nova Fronteira, está disponível no canal Jane Austen Brasil no Youtube! Neste vídeo, o escritor e tradutor Ivo Barroso discute suas escolhas de palavras ao traduzir o título de ‘Sense and Sensibility’ para ‘Razão e Sentimento’ em português brasileiro. Confiram abaixo:

Para mais publicações sobre o Ivo Barroso, clique aqui.

Anúncios

Encontro de fãs de Jane Austen em Belo Horizonte

A Editora Nova Fronteira me fez um convite irrecusável: falar de Jane Austen para quem gosta de Jane Austen! 🙂

No próximo dia 30 de junho às 19 horas, Livraria Leitura do Shopping Cidade em Belo Horizonte, acontecerá um Encontro de fãs de Jane Austen promovido pela editora para lançamento de seu Box ‘As grandes obras de Jane Austen‘. Confira aqui os detalhes desta coleção maravilhosa! Para confirmar sua presença, clique aqui.

leitura.jpg

Veja abaixo o release da editora:

A Nova Fronteira acaba de lançar o box especial “Grandes Obras de Jane Austen” em comemoração ao bicentenário da autora. O Encontro de Fãs busca reunir os leitores e adoradores de Austen.

O evento será mediado por esta que vos fala (Adriana Sales), especialista na obra da autora.

• Quiz
• Sorteio
• Encenação
• Leitura de textos

Lançamentos e Novas Edições em Português

Este post é para alertar os leitores sobre lançamentos, novs edições e livros disponíveis no mercado: todos em língua portuguesa.
Persuasão – Editoral Presença – Publicação Portuguesa – R$ 36,00 – Livraria Martins Fontes
Lançamentos e Novas Edições do Grupo Record, Editora Best Bolso:
Tradução de Julia Romeo – RS 19,90 – Compre direto da página da Best Bolso
Tradução de Therezinha Monteiro Deutsch – R$ 19,90 – Compre direto da página da Best Bolso

Tradução de Lúcio Cardoso – R$ 19,90 – Compre direto da página da Best Bolso
Agora é só aguardar o lançamento de Persuasão da Editora LPM, traduzido por Celina Portocarrero!

A Abadia de Northanger – Versão Bilingue

A Editora Landmark acaba de lançar uma versão em português tão esperada de ‘A Abadia de Northanger’, o livro estava esgotado há muito anos aqui no Brasil e muitos leitores esperavam anciosos por este lançamento. A edição da Landmark foi traduzida por Eduardo Furtando, tradutor responsável também por legendagem de filmes para a Videolar.

A capa traz uma ilustração um tanto quanto assombrosa e obscura, fazendo referência ao livro de Austen – que se trata de uma espécie de paródia gótica.

Esta edição está com uma diagramação melhor que ‘Orgulho e Preconceito’, por permitir que o texto em português esteja sempre do lado de fora das páginas, facilitando a leitura. Entretanto, prefiro a diagramação de ‘A moradora de wildfell hall’, nesta edição o texto em português ocupa toda a página, e só em seguida é apresentado o texto em inglês.

Um detalhe interessante nesta edição é que ela traz uma declaração de Jane Austen sobre o livro (como pode ser visto abaixo):

Aproveito o post para agradecer a Editora Landmark por apoiar o Primeiro Encontro Nacional Jane Austen do Brasil em Ouro Preto (11 a 14 de junho/2009) e por ofertar livros para sorteios nos intervalos de nossas discussões.

Aos leitores do JASBRA (ou Jane Austen Club como preferirem) tenho duas boas notícias:

1) Editora Landmark concederá a todos os usuários de seu Blog 5% de desconto no preço de capa e remessa gratuita para os interessados em adquirir qualquer edição de nosso catálogo. Vocês devem entrar em contato com a editora aqui.

2) Reservamos uma cópia de ‘A Abadia de Northanger’ para ser sorteada entre os leitores do blog. Fique atenta (o)! Nos próximos dias divulgaremos as regras para o sorteio!

Amor e Amizade

Conversando hoje com Lilia dos Anjos (constante co-autora de alguns posts deste blog), cheguei à conclusão que falei muito pouco dos outros escritos de Jane Austen. Os seis principais livros da autora (Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, Persuasão, Mansfield Park, Abadia de Northanger e Emma), estão sempre presentes nos meus posts aqui neste blog. Apesar dos seis livros já terem sido traduzidos para o português do Brasil, ainda assim não conseguimos comprar os exemplares de Mansfield Park e Abadia de Northanger – esgostados e ainda não re-editados. Pelo que sei, em 1991, a Editora Siciliano ganhou em leilão o direito de publicação da obra de Raquel de Queiroz. Mas ainda não decidiram re-publicar Mansfield Park, traduzido pela autora. Os fãs brasileiros que não são fluentes na língua inglesa esperam ansiosos os lançamentos da Editora Landmark ainda para este ano.

Acontece que a obra de Austen não se resume aos seis livros mais conhecidos. Apesar de ter falado aqui sobre os escritos da juvenília, Lady Susan, The Watsons e Santidion, ainda não comentei nada sobre as publicações de Austen em língua portuguesa, com ênfase, no português de Portugal. Sendo assim, resolvi escrever hoje sobre as traduções dos livros de Austen em Portugal!

Em Portugal, os tradutores procuram ao máximo domesticar o texto traduzido. Fazendo com o título, e consequentemente o texto original em inglês, sofram mudanças muitas vezes estranhas. A função do tradutor é ser quase que totalmente fiel ao texto original. No entanto, deve fazer algumas escolhas. Por exemplo, é possível manter alguns estrangeirismos como nomes próprios, nomes de cidades, residências, etc. Mas podemos ver textos domesticados, a ponto de traduzir Mary como Maria. Não existe uma regra fixa sobre este assunto.

Os seis livros mais famosos de Austen foram traduzidos assim em português de Portugal (alguns livros receberam títulos diferentes ao serem traduzidos):

Sensibilidade e Bom Senso,

Orgulho e Preconceito,

Persuasão, Sangue Azul,

Ema,

Abadia de Northanger, Mistério de Northanger,

O Parque de Mansfield

Abaixo, algumas imagens das capas dos livros:

AMOR E AMIZADE


Resumo que está no site Alfabarrista:

Escrito quando Jane Austen tinha apenas 15 anos, Amor e Amizade é o retrato do universo que a rodeia, mais precisamente, da adolescência, dos amores e desamores.Dividido em duas novelas epistolares e em cinco contos em forma de carta, um dos principais méritos desta obra é os paralelismos com a actualidade.Jovens preocupadas exclusivamente com coisas de jovens (iguais às jovens de hoje), monstros de hipocrisia enquanto fazem de tudo para serem boas, amuam, acusam, perdoam, choram, escarnecem, desmaiam, gritam de prazer ou de ultraje, seduzem e rejeitam, são bondosas e cruéis, intuitivas e, contudo, obtusas.Hoje em dia, usam os telemóveis para viverem a excitação do momento, há dois séculos escreviam cartas.Melhor do que ninguém, Jane Austen observou essa realidade e transformou-a no livro que marcou o início da sua carreia.Nascida em 1775, a escritora inglesa viria a falecer com 42 anos, vendo apenas publicadas em tempo de vida quatro das suas obras.Ficou conhecida por alguns dos mais notáveis romances: Orgulho e Preconceito, Sensibilidade e Bom Senso, O Parque de Mansfield, entre outros, todos eles publicados pela Europa-América.

Resumo que está no site da Planeta Editora:

Que obra deliciosa esta. Jane Austen fala da vida e amores de jovens em pequenos romances epistolares e contos brilhantes escritos em forma de carta, até hoje esquecidos, e que a Planeta edita na sua totalidade num só volume. Inspirou-se em Ligações Perigosas na sua Lady Susan, vítima de um maldoso escândalo. Enquanto um enredo dá lugar a outro, as heroínas trocam opiniões sobre adultério, fugas, divórcio e segundos casamentos. E o que mudou nestes duzentos anos? São as mesmas raparigas que hoje conhecemos queixando-se, acusando, perdoando, rindo, chorando, desmaiando, gritando encantadas ou ofendidas, quem sabe? Agora seduzem para logo rejeitarem, umas vezes bondosas, outras cruéis, intrusivas mas obtusas, desesperadamente barulhentas e, em geral, capazes de encantar e espantar quase ao mesmo tempo. Hoje em dia usam os telemóveis para melhor viverem as suas emoções; há dois séculos tinham de se contentar em escrever cartas e que cartas…

Neste volume: Amor e Amizade, Lady Susan, O Castelo de Lesley, Catharine ou o Caramanchão, História da Inglaterra…

******

O Amor e Amizade acima é o mais recente e com certeza é muito interessante pois pela primeira vez vejo: Amor e Amizade, Lady Susan, O Castelo de Lesely, Catharine ou o Caramachão, História da Inglaterra (textos que fazem parte da Juvenília) todos em Português!!! Salve Portugal!! Ah, seu eu soubesse disse há um mês atrás… meu professor Heitor Carvalho acabou de voltar de Portugal (PHD studies). 🙂