Persuasão por um preço imperdível

A Daniele Werner nos dá essa dica imperdível: Persuasão em capa dura por apenas R$ 24,65 no site Submarino. Confira aqui a promoção que deve ser relâmpago.

Outra edição que está em promoção é esta em capa dura da Editora Martin Claret por R$ 12,45. Clique aqui para maiores detalhes.

Em tempo: o livro acima é uma nova edição da Landmark.

Anúncios

Lançamento: Box Jane Austen da Landmark

Oi, aqui é a Priscila Murlik!
Alguns de vocês já devem ter visto o box lindo que a Editora Landmark lançou com todas as obras que já traduziu da Jane Austen! 

ISBN: 8580700027
ISBN-13: 9788580700022
Idioma: Livro em português/inglês
Encadernação: Brochura
Dimensão: 23 x 16 cm
Ano de Lançamento: 2011
Onde comprar: Livraria Cultura 
Obras que estão no box:
Mansfield Park
Emma
Orgulho e Preconceito
A abadia de Northanger
Persuasão
Razão e Sensibilidade


Lindo,não? *-* Eu já vi na livraria Cultura e achei super hiper LINDO! Infelizmente, eu já tenho – da landmark – 3 dos 6 livros que estão no box, então fica complicado. rsrs
E vocês? Já viram ele na Cultura? O que acharam? 

Jane Eyre em 2011

Para quem não conhece, Jane Eyre (1847) é uma obra da escritora inglesa Charlotte Bronte – irmã de Emily Bronte, autora do livro Wuthering Heights (O morro dos ventos uivantes). Quem não leu ainda o livro, já é uma dica de leitura para essas férias, pois o livro é realmente muito bom! Embora muitas fãs de Jane Austen não gostem de Charlotte por ela “criticar” as personagens de Austen, a maioria – se não todas – devem reconhecer que Jane Eyre é um livro incrível!

“Charlotte Brontë é uma das grandes opositoras da obra de Jane Austen, por considerar que as personagens austeanas se conformavam com o papel da mulher submissa dos primeiros anos do século 19. Nesse ponto, as personagens elaboradas por Charlotte são diametralmente opostas às criadas por Jane Austen.” (extraído do site da Editora Landmark)

A obra já rendeu várias adaptações para a tv, cinema e até teatro. No blog da Adriana Zardini, o Miscelânea, você pode encontrar as adaptações e mais informações! Clique aqui – Lá você pode encontrar também uma Edição de Luxo – de 1978 – que a Adriana encontrou na biblioteca da escola que ela lecionava! aqui
Abaixo algumas adaptaçõe que houveram. A de 1996 dirigida por Franco Zeffirelli, e a versão mais recente feita pela BBC(2006).

Jane Eyre 1996

Jane Eyre 2006 – BBC

Agora nos chega a noticia: Estréia em março de 2011 o novo filme baseado na obra!

Jane Eyre 2011

Com a direção de Cary Fukunaga e grandes nomes no elenco como Mia Wasikowska (Jane Eyre), Michael Fassbender (Edward Rochester) e Judi Dench (Mrs. Fairfax), a nova adaptação promete agradar os fãs e admiradores da obra. 

Mia Wasikowska (Alice in Wonderland)
Michael Fassbender (Inglourious Basterds)

Para quem não reconheceu, Mia Wasikowska foi a Alice do filme Alice in Wonderland (Alice no país das maravilhas) – filme dirigido por Tim Burton – que estreou este ano!  Já Michael Fassbender atuou como o tenente Archie Hicox no filme Inglourious Basterds (Bastardos Inglórios), filme que – por opinião pessoal – é ótimo!

Quem quiser, pode acessar o link aqui e conferir o trailer do filme!

Agora, nós brasileiros, só devemos esperar que ele chegue aqui também!

199 anos de Razão e Sensibilidade!

Em 27 de outubro de 1811, Jane Austen publicou seu primeiro romance, asssinado ‘by a lady’: Sense and Sensibility – Razão e Sensibilidade! 199 anos!! Um salve para Jane e seus livros!
Razão e Sensibilidade é um livro muito querido, mergulhar no inverso de Austen é sempre inesquecível, anida mais quando se traduz! Esta edição que traduzi foi lançada em janeiro de 2010.
Vamos organizar algo muito especial para o próximo ano e celebrarmos os 200 anos de aniversário?

Novas traduções em Português

Quando eu gravei o programa para a Globo News, tive a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a Celina Portocarrero! Foi uma ótima oportunidade para saber um pouco mais sobre Celina, que já traduziu mais de 40 livros e atualmente está aprendendo Russo! Congratulations dear!
Celina disse-me que está traduzindo Persuasão para a Editora L&PM. Ótima notícia, não é mesmo? Tentei buscar informações no site da editora, mas ainda não há uma capa. Como é de se esperar, a qualidade e bom preço da editora devem continuar nesta edição!
***
Outra novidade, descoberta hoje é que a Martin Claret acaba de lançar Persuasão, traduzido por Roberto Leal Ferreira, que também traduziu Razão e Sensibilidade para a mesma editora. Preço: R$ 12,90.
Abaixo as novas capas da Martin Claret:
***
A Editora Landmark está com a edição bilíngue de Emma prevista para o segundo semestre de 2010. Ainda não há uma capa no site da editora. O preço de lançamento deve ficar em torno de R$ 40,00 já que é uma edição dois em um = bilíngue.
***
Como este post trata-se apenas de divulgação e não da minha opinião pessoal sobre os livros, escrevo de forma genérica: parece-me que as editoras descobriram o filão que é publicar Jane Austen e estão todas correndo atrás de novos leitores. Parece também que existe uma espécie de competição para ver quem publica primeiro os seis livros de Austen em português! Só espero que, nós leitores, tenhamos boas surpresas. Acho que é um apelo de todos nós: qualidade e bom preço!

Mansfield Park – análise dos personagens

Hoje apresento uma pequena introdução que fiz para a edição de Mansfield Park, versão bilingue, publicada pela Editora Landmark. Para ler o texto, é só clicar no arquivo abaixo e ampliar a tela se necessário.
O texto é curtinho, mas faço algumas considerações sobre Edmund Bertram e Fanny Price (personagens principais). Espero que gostem!

Lançamento de Mansfield Park no Hipertexto 2009

Na semana passada (29 a 31 de outubro) eu participei do III Encontro Nacional de Hipertexto, onde apresentei um recorte da minha dissertação de mestrado ao falar sobre O uso do software educativo por professores de língua inglesa. Foram três de muitas apresentações, palestras e mini-cursos. Gostei muito!
Pude encontrar velhos e novos amigos, ex-professores, minha banca inteira de mestrado estava lá (e olha que o Prof. Dr. Júlio Araújo é do Ceará), sem contar que boa parte do meu referencial teórico (bibliografia) também estava presente. Mais detalhes e fotinhas no meu blog acadêmico.
Na noite do coquetel, fiz o lançamento do meu livro Mansfield Park na noite de autógrafos, que chamei de noite de dedicatórias. 🙂
Abaixo, algumas fotinhas do evento:

Falando em Mansfield Park, a Carolinha Marinheiro me disse que saiu uma notinha no Caderno de Cultura do Estadão de ontem. Infelizmente já era tarde da noite quando soube, e dificilmente eu conseguiria encontrar o Estadão em alguma loja de Shopping. Felizmente Carol ficou de me enviar o jornal! ôba!!

Meu livro chegou!

Pessoal, é com enorme alegria que faço aqui a publicação das primeiras fotos com meu livro!

Trabalho concluído, agora posso voltar ao meu hobby: ponto cruz!
Minha edição de Mansfield Park foi comentada/citada em alguns sites e blogs:

Mansfield Park – Edição Bilingue

Antes de sair do forno, a primeira tiragem de MANSFIELD PARK já causa alvoroço. Há anos fora de catálogo no Brasil, a obra publicada em 1814 pela escritora inglesa Jane Austen (16 de dezembro de 1775 – 18 de julho de 1817) retorna ao mercado pelas mãos da EDITORA LANDMARK, traduzida por Adriana Zardini, mestre em educação, especialista em língua inglesa e presidente do Jane Austen Sociedade do Brasil.
Fruto da fase mais madura da autora, o romance traz a história de uma menina que é adotada por seus parentes ricos, apresentando conflitos que envolvem amor e contratos sociais, escravidão e civilidade, riqueza e autopercepção – sempre com o toque irônico de Austen, sua marca registrada.
O lançamento de “MANSFIELD PARK” pela EDITORA LANDMARK apresenta esta importante obra de Jane Austen em uma edição bilíngue, resgatando toda a magnificência e toda a preocupação social de uma das maiores escritoras inglesas.
Ainda que o livro aborde vários temas, a principal questão é a busca da identidade e do verdadeiro amor. Por mais de dois séculos o livro divide os leitores: por um lado, “MANSFIELD PARK” é o trabalho mais autobiográfico de Jane Austen, refletindo o mundo de pretendentes religiosos e proprietários de terra, das caçadoras de maridos, dos esnobes e dos tolos do interior – no qual a escritora viveu e procurou o amor. Entretanto, o texto parece entrar em conflito com as tradicionais heroínas de Austen, uma vez que Fanny Price é surpreendentemente contida e passiva, fato que tem aturdido por décadas os críticos e os fãs da autora.
As questões sociais também são discutidas na obra, sugere-se pela crítica especializada que o título se refere ao julgamento de Mansfield, a decisão inglesa legal e histórica tomada pelo chefe da Justiça Lorde Mansfield, segundo a qual foram estabelecidos os primeiros limites quando à escravidão na Inglaterra. No romance, Fanny surpreende sua família adotiva ao levantar a questão sobre o envolvimento deles com a escravidão. As cartas de Jane Austen escritas na época nos informam de uma paixão por Thomas Clarkson, um popular abolicionista, o que justificaria o envolvimento da autora com estas questões sociais.
Jane Austen, como os seus personagens, cresceu em uma zona rural na Inglaterra entre a classe abastada e religiosos, cujos hábitos e negócios ela observava com perfeição e, às vezes, com uma honestidade brutal e reveladora. A sua memorável linguagem, a sua sagacidade satírica, o seu delicado senso de humor e as complexas caracterizações de luta moral no coração das famílias, além das alianças românticas, contribuem para o estilo atemporal da autora.
O tema prevalecente na obra continua relevante: a necessidade de homens e mulheres encontrarem a sua identidade e fazerem as suas próprias escolhas – ainda que a sociedade, por sua natureza, tente os fazer seres dependentes, sem força e preconceituosos. Este foi o romance mais lucrativo de Austen, garantindo à autora 350 libras, uma fortuna na época.
A história já foi adaptada algumas vezes para o cinema e televisão, as mais conhecidas são as versões de 1983 pela BBC e as homônimas norte-americanas de 1999 e 2007.
MANSFIELD PARK integra a série de obras bilíngues que a EDITORA LANDMARK publica ao longo dos anos, figurando ao lado de “Orgulho e Preconceito”, “Persuasão” e “A Abadia de Northanger”, também de Jane Austen, “A Moradora de Wildfell Hall”, de Anne Brontë, “O Último Homem”, de Mary Shelley, entre outros clássicos da literatura mundial.
MANSFIELD PARK – JANE AUSTEN – EDIÇÃO BILÍNGUE
Editora Landmark – Brochura – 448 páginas
Tradução de Adriana Zardini
ISBN 978-85-88781-45-0 Preço de Capa R$49,90
Previsão de lançamento nas livrarias: 30/setembro/2009

Vencedora do Sorteio do Livro ‘A Abadia de Northanger’

Conforme o prometido, anuncio com prazer a vencedora do sorteio do livro: A Abadia de Northanger! A felizarda foi a Karla Arruda! Parabéns Karlinha! Abaixo, uma foto da sorteada, devidamente uniformizada com a camiseta do JASBRA!

Abaixo a confirmação do sorteio:

Queridos leitores, aguardem pois teremos outros sorteios em breve!