Um Pedaço da Inglaterra em Valparaíso

Um pedaço da Inglaterra em Valparaíso 01

Acredito que todo o fã de Literatura segue buscando pistas dos escritores e livros que admira, em todos os lugares do mundo. Em minha viagem de 2016, eu tive o privilégio de seguir um roteiro “austeniano”, na Inglaterra. Desta vez, em minha viagem para o Chile, nada mais natural do que visitar as casas de Pablo Neruda, em Santiago e Valparaíso. Mas não é que a janeite em mim conseguiu encontrar rastros de Jane Austen, mesmo na litorânea e colorida Valparaíso?

Ainda no Brasil, enquanto planejava minha viagem, aperfeiçoando trajetos, traçando roteiros e escolhendo onde ficar, me chamou a atenção um hotelzinho em Valparaíso, listado na seleção do site Booking, chamado Brighton. Todo bom austeniano sabe que Brighton, além de ser uma cidade de veraneio famosa na época de Jane Austen – a cidade era uma das favoritas do Príncipe Regente na época, sendo bastante visitada e favorecida pela corte -, também foi ponto de partida da fuga dos personagens Wickham e Lydia Bennet, no livro Orgulho e Preconceito. Nem preciso explicar que o hotel já tinha toda minha atenção, né?

Assim, em seguida busquei o site do hotel, para procurar mais informações. Eu já sabia que Valparaíso, uma cidade chilena fundada há mais de 500 anos, tivera forte presença das comunidades inglesa, alemã e italiana, em sua História, mas um pedacinho de mim queria acreditar que o nome do hotel tinha, de algum modo, relação com Jane Austen.

Entrando no site do hotel (http://brighton.cl/) para minha feliz e grande surpresa, descobri que todos os quartos do estabelecimento tinham nomes de escritores ingleses e, entre eles, Jane Austen! Com vistas para o mar tínhamos: Virginia Woolf, Jane Austen, Agatha Christie e William Shakespeare. Com vistas para cidade, Emily Brontë, Oscar Wilde, Charles Dickens e George Elliot. E com vista para os famosos cerros, Daphne Du Maurier.

Continuei pesquisando a página do hotel, para saber mais do lugar onde pretendia me hospedar, mas interiormente eu já sabia que já me decidira! Infelizmente o hotel é bastante procurado – o que se justifica pelo seu belo edifício, situado ao lado de um dos mais famosos pontos turísticos da cidade: o Passeio Atkinson – e só havia disponível o quarto George Elliot. Sem demora eu reservei o quarto.

Durante minha estadia, na 2ª quinzena de setembro, eu procurei saber quem havia roubado reservado o quarto Jane Austen, e descobri que um [sortudo] casal italiano, visitando o Chile, tinha ficado no MEU quarto. Para minha sorte, eles deixaram a cidade antes de mim e, com a aquiescência das camareiras, eu tive a oportunidade de conhecer o quarto. E tirar fotos!

Posso dizer que o quarto Jane Austen é o melhor quarto do hotel. Bastante amplo, o quarto, com cama de casal, papel de parede florido e móveis delicados, fica no último andar e tem janelas tanto com vista para cidade, quanto com vistas para a baía. Enquanto eu andava pelo quarto, já ficava imaginando minha estadia ali, em minha próxima visita à cidade. Nem sei se isto vai acontecer, mas não custa sonhar, certo?

No meu último dia no hotel, enquanto fechava minha conta, perguntei aos funcionários sobre o nome do hotel e a razão por trás dos quartos terem nomes de escritores ingleses. A funcionária Kátia, bastante simpática, me informou que o hotel pertencia a uma colombiana e um chileno, os dois já velhos, mas disse não saber a razão por trás do nome do hotel. Bem, na minha cabeça, eu forjei a história de que os donos, a colombiana e o chileno, certamente um casal apaixonado, escolheram o nome do hotel e os nomes dos quartos devido ao seu amor e admiração pela Literatura Inglesa. E, claro, o Jane Austen – o melhor quarto do hotel – tinha este nome, por ser o da escritora preferida do casal. Não sei se esta versão é a verdadeira, mas esta é a que mais me agrada.

Então, assim acaba meu conto, em Brighton, digo, Valparaíso! E pra quem for para cidade, não deixem de dar uma olhadinha no hotel, que é bem charmoso. Quem sabe um de vocês não consegue se hospedar com Jane Austen?

Texto e Imagens: Pollyana Coura

Anúncios

Turismo em Bath!

Prezados leitores, em meio a uma pilha de livros para fundamentação teórica da minha tese de doutorado, consigo alguns minutinhos para sonhar em voltar à Bath!

O site Pure Viagem traz um post sobre a cidade onde Jane morou por algum tempo e também cenário de alguns de seus livros. Confira o texto completo aqui.

Vista de Bath
Vista de Bath

Sábados – Que tal um chá acompanhado por Mr. Darcy?

Que tal fazer um passeio com Mr. Darcy e ainda conhecer um pouco mais sobre chás?

 Essa é a proposta do Mr. Darcy Tours! Há duas opções de cidades: Bath e Oxford. Preço: 20 libras por pessoa. A propósito… o Mr. Darcy se chama Tom Nicolaou. Veja aqui a galeria de fotos no Flickr. 
Para ler os posts dessa colunaclique aqui

Produtos da lojinha com desconto! confira!

Isso mesmo que você leu! Os itens da lojinha virtual da JASBRA estão com descontos de até 20%confiram aqui! Apenas os itens camisetas e canecas não entraram nessa promoção porque são itens não temos em estoque, dependem de encomendas. 

Dicas para levantar sua moral em 1820

Pessoal, o post de hoje foi traduzido pela Janeite Márcia Belloube! Seja bem vinda Márcia!

Texto originalmente publicado no blog da Regional New Jersey da JASNA.

Em 1820, o escritor inglês Sydney Smith escreveu uma carta a uma amiga infeliz, Lady Morpeth, no qual ele oferecia dicas para se animar. Suas sugestões soam tão atuais como eram há quase 200 anos.
Viva tão bem quanto você se ousar;
Vá para o chuveiro e tome um banho, com uma pequena quantidade de água e uma temperatura baixa o suficiente, que lhe dê uma sensação de frio entre 21 e 27 graus;
Leia livros divertidos;
Pequenas visões da vida humana – nada mais do que jantar ou chá;
Seja tão ocupada quanto você puder;
Veja o quanto puder aqueles seus amigos que respeitam e gostam de você;
E aqueles conhecidos que te diverte;
Não tenha segredos de espíritos pobres com seus amigos, mas fale deles livremente – eles são sempre piores do que uma dissimulação digna;
Atente-se aos efeitos que o café e o chá produzem em você;
10º Compare sua sorte com as de outras pessoas;
11º Não espere muito da vida humana – de um negocio triste para o melhor;
12º Evite poesias, representações dramáticas (exceto comédias), músicas, romances sérios, melancolia, pessoas sentimentais e todas as coisas que excitem sentimentos e emoções e que não termine na benevolência ativa;
13º Faça o bem e se esforce para agradar a todos em todos os níveis;
14º Esteja, tanto quanto possível, ao ar livre sem fadiga;
15º Faça da sala, onde você normalmente se senta, um lugar alegre e divertido;
16º Lute pouco a pouco contra a ociosidade;
17º Não seja demasiadamente severa com você mesma ou se subestime, mas seja justa;
18º  Mantenha a boa chama acesa;
19º Seja firme e constante na prática da religião racional;
20º Acredite em você, querida Lady Georgiana.
De um grande blog chamado: “O Projeto Felicidade

Faça você mesma penteados inspirados na época de Austen

A Lucienne Soares nos deu a dica de um post publicado pelo blog Jane Austen Greek Fan Club sobre penteados de época e como fazê-los. Para ler o post completo clique aqui (traduzido para o portuguÊs com ajuda da ferramenta do google).

 Lá no blog grego há muitos outros penteados… confesso que gostei muito deste abaixo!

Em abril passado eu escrevi um post divulgando o Jane Austen Fan Club in Greece, clique aqui para ler o post.

Faça você mesma o seu bonnet

Para as moças prendadas a Laura Boyle do Jane Austen Centre dá uma dica para vocês mesmas fazerem seus próprios bonnets! Leia aqui o artigo completo (há um botão para tradução).

Quadrinho Jane Austen – faça você mesmo(a)

A Melina do blog MelinaSouza.Com nos dá uma dica de passo a passo para criar quadrinhos com os mais diversos tipos de inspiração:

Veja os detalhes no blog da Melina!

Colin Firth: "Eu tenho uma voz!"

George sofre de gagueira nervosa e procura o auxílio do terapeuta australiano pouco ortodoxo Lionel Logue (Geoffrey Rush) para vencê-la.



Elenco:

Colin Firth —————————– Rei George VI

Helena Bonham Carter————— Rainha Elizabeth

Guy Pearce—————————– Edward VIII

Geofrey Rush————————– Lionel Logue

Michael Gambon———————- Rei George V

Timothy Spall————————–Winston Churchill

Jennifer Ehle————————— Myrtle Logue
Trailer:

Que tal se transformar em um personagem de Austen? (parte 2)

Prezados leitores, após dias sem conexão com a internet, estou com o problema parcialmente resolvido. Me desculpem, mas às vezes está tudo bem… depois percebemos o um simples cabo danificado pode fazer com uma pessoa praticamente dependente da internet…
O post de hoje é sobre um novo lançamento! Você agora pode personalizar o livro Emma com detalhes pessoais ou criar nomes para os personagens de Jane Austen. No ano passado, eu escrevi um post sobre o livro personalizado de Orgulho e Preconceito. Agora é a vez de Emma! Alguém se arrisca? Para maiores detalhes, leia o post aqui. Você poderá compreender como é o processo.
Para se tonrar heroína de Hartfield, você terá que pagar £19.99 (libras). O interessante é que como o livro é vendido no Jane Austen Centre (em Bath), nós brasileiros poderemos encomendar. Diferente da versão de Orgulho e Preconceito que era vendida apenas no site da Getting Personal e eles não enviavam para o Brasil.

Outros lançamentos do Jane Austen Centre são da papelaria. Vejam como são lindos estes abaixo: