Café com Jane Austen – Segundo Podcast

Episódio novo do podcast no ar! Traga seu café (ou chá, pra quem é de chá) e venha escutar nosso papo sobre o livro Orgulho e Preconceito!

Para acessar nossos podcasts basta ter alguma das plataformas/aplicativos: Spotify, Soundcloud ou Anchor.fmg

Veja aqui o link para os detalhes do nosso primeiro podcast.

Jane Austen – “Orgulho e preconceito” – Clube Rádio Companhia

A Companhia das Letras produz alguns podcasts sobre literatura. Vejam abaixo o link para uma conversa maravilhosa sobre Jane Austen e Orgulho e Preconceito.

A Companhia das Letras produz alguns podcasts sobre literatura. Vejam abaixo o link para uma conversa maravilhosa sobre Jane Austen e Orgulho e Preconceito.

Bem-vindos à Rádio Companhia, o podcast do Grupo Companhia das Letras! Este é o nosso septuagésimo sétimo programa e hoje temos uma nova edição do Clube Rádio Companhia. O apresentador Fabio Uehara conversa sobre “Orgulho e preconceito” com, de Jane Austen, com Marina Pastore, gerente de projetos digitais, Luara França, editora da Penguin-Companhia, Bruna Brito, assistente de projetos digitais, e Juliana Gomes, especialista em negócios editoriais, co-cordenadora e co-criadora do Leia Mulheres. Em “Orgulho e preconceito”, clássico da literatura mundial, Jane Austen constrói alguns dos mais perfeitos diálogos sobre a moral e os valores sociais da pseudoaristocracia inglesa. Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dotes. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso — mas imprudente — senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína: ela não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Nesta obra, Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu. Ouça também no iTunes, Deezer ou no Spotify. Ou no seu agregador de podcasts favorito. Tem alguma crítica, elogio ou sugestão? Escreva pra gente no nosso e-mail, radio@companhiadasletras.com.br, ou nas nossas redes sociais.

Produção e Apresentação: Fabio Uehara https://www.instagram.com/fauehara/ Edição: Jose Bárrickelo

Orgulho e Preconceito no Vale do Aço

A Jane Austen Brasil em parceria com o grupo @leitoresinoxidaveis do #valedoaço em #minasgerais tem o prazer de convidar todos para o clube do livro e discussão de #orgulhoepreconceitode #janeausten no próximo mês! Mais uma vez, agradecemos o @hoteldomhenriquepor sediar os encontros do clube! O encontro será dia 23 de março às 14:00 em Timóteo! #janeaustenbrasil#janeaustensocietyofbrazil

Carta para Jane Austen

A amiga Bárbara Borba decidiu fazer uma singela homenagem à Jane Austen em comemoração aos 206 anos de publicação de Orgulho e Preconceito. O livro foi publicado em 28 de janeiro de 1813 e desde então tem sido o maior sucesso de Austen.

Pride and Prejudice – Editora Rockport

Cara Jane Austen,

Hoje sua obra literária, Orgulho & Preconceito, comemora 206 anos. Muito obrigada por este belo romance que revolucionou a literatura inglesa! 
Definitivamente, sua obra mais popular não é um romance parco, porque você não era uma mulher de frivolidades. Como cristã, grande observadora da sociedade, experimentou sofrimentos e prazeres nesta terra e os reproduziu de forma genial em seus personagens que a eternizaram.
Quando conheci sua obra aos 16 anos, o que mais me encantou foi sua valorização à moral e à ética, aspectos fundamentais no caráter de qualquer pessoa e, ao mesmo tempo, tão escassos em nossa sociedade. Por meio de Orgulho & Preconceito, conheci homens de extrema honradez, além de mulheres que, apesar de femininas e doces, não tinham nada de fracas.
Porém, a lição mais importante que aprendo com Orgulho & Preconceito é que o amor não é baseado somente em sentimentos, mas principalmente em decisões, pois amar é um ato nobre e deliberado.Decisão é uma resolução tomada após julgamento, juízo e sentença. Já o sentimento é uma percepção de íntima intuição.O amor não é sustentado apenas por sentimentos, ele floresce e amadurece com as decisões. 
Darcy julgou Elizabeth durante todo o tempo de convivência e vice-versa, eles não foram levados por suas emoções, mas usaram um princípio bíblico registrado em Lucas 14:28: “Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem o suficiente para completá-la?”.Darcy avaliou se tinha recursos internos e externos necessários para entrar em uma relação com Lizzie. Somente após ter certeza é que ele foi até ela sendo vulnerável e expondo seus sentimentos, imbuído da decisão de casar-se com sua amada. Lizzie, por sua vez, entra em um conflito interno, que o próprio título nos revela em Orgulho & Preconceito. Apenas depois de refletir sobre seus sentimentos, sobre as atitudes que mostraram arrependimento e extrema retidão de Darcy, bem como as implicações que o “sim” ao casamento traria é que ela decide que valeria a pena amar aquele homem de personalidade forte.
Por fim, descobri com esta obra que a expressão “Felizes para sempre” não combina com nenhuma relação. Prefiro imaginar um casal que acorda todos os dias e que olha um para o outro, cultivando aquela decisão de amar que os uniu no início da relação.
Mais uma vez, muito obrigada Jane querida, por essa obra atemporal! 
Vida longa a Orgulho & Preconceito!

Respeitosamente,

Bárbara Gabriela G. Borba

Projeto de Leitura Coletiva no Espírito Santo

A Elizabete Finco me enviou um e-mail informando sobre um projeto que estão realizando no Espírito Santo: Projeto Leitura Coletiva! O objetivo do grupo é  incentivar leitura entre os capixabas.

reading

SEGUE RELATO DA ELIZABETE:

através do blog clube do farol (www.clubedofarol.com) e do projeto amigo livro es (https://www.facebook.com/amigolivroes/), elaboramos o projeto de um encontro presencial temático de: romances histórico, época e contemporâneo. como a editora pedrazul é capixaba e nos enviou alguns livros para o evento, achamos por bem fazer uma leitura coletiva. como um dos livros enviados foi o “o diário de mr. darcy”, eu através do meu blog clube do farol comecei o projeto dessa leitura incluindo orgulho e preconceito e após essa o diário. segue em anexo o cronograma o projeto e algumas informações.

Abaixo SEGUE O ANÚNCIO E DETALHES DO PROJETO:

orgulho e preconceito tem inspirado um grande número de sequências nos dias de hoje, mas o diário de mr. darcy é a mais bem-sucedida das que incidem sobre o rico e orgulhoso cavalheiro. então, como faremos um chá literário em maio o clube do farol, em parceria com o amigo livro, traz a vocês o projeto de leituras coletivas!
serão dois livros onde entraremos no mundo de jane austen começando com uma releitura de seu clássico personagem e continuando com a obra da própria austen.
o projeto “chá literário” está sendo planejado com muito amor e carinho, para todos os tipos de leitores e/ou apreciadores das obras de jane austen, sejam os iniciantes ou os veteranos. será ótimo contar com a companhia de todos nos próximos dois meses!
organização:

blog: clube do farol
redes sociais:

https://www.facebook.com/clubedofarol

https://www.instagram.com/clubedofarol/

hashtags #chaliterario #somostodospedrazul #mrdarcy #janeausten #clubedofarol

CRONOGRAMA PREVISTO:

LEITURA DE “ORGULHO E PRECONCEITO”

 sinopse: orgulho e preconceito é uma comédia de costumes em que jane austen mostra os perigos do julgamento à primeira vista e evoca as amizades, fofocas e vaidades da classe média provinciana.

19/03 a 24/03 – leitura do capítulo 1 ao capítulo 12
25/03 – primeiro debate
26/03 a 31/03 – leitura do capitulo 13 ao capítulo 25 01/04 – segundo debate
02/04 a 07/04 – leitura do capítulo 26 ao capítulo 38
08/04 – terceiro debate 09/04 a 14/04 – leitura do capítulo 39 ao capítulo 51 15/04 – quarto debate
16/04 a 21/04 – leitura do capítulo 52 ao capítulo 61
22/04 – debate de encerramento

LEITURA DE “O DIÁRIO DE MR. DARCY”

sinopse: o único lugar em que mr. darcy poderia compartilhar seus sentimentos mais íntimos era nas páginas do seu diário. o diário de mr. darcy, portanto, apresenta a história do improvável namoro entre elizabeth bennet e fitzwilliam darcy do ponto de vista dele. esta graciosa continuação de orgulho e preconceito, de jane austen, enfoca os conflitos do cavalheiro e as dificuldades do seu relutante relacionamento, da rejeição inicial à luta desesperada para conquistar o coração de elizabeth.
primeiro debate

23/04 a 28/04 – leitura do capítulo i ao capítulo v
29/04 – primeiro debate
30/04 a 05/05 – leitura do capítulo vi ao capítulo xiii
06/05 – segundo debate
07/05 a 11/05 – leitura do capítulo xiv ao capítulo xviii
encerramento
12/05 – encerramento no amigo livro

Lançamento: Orgulho e Preconceito da Editora Principis

A Editora Principis lançou também uma edição de Orgulho e Preconceito em 2017, medindo 23 x 16 cm. Entretanto, não consegui encontrar o nome do tradutor.

principis.png


Resumo da editora:

A história de Orgulho e Preconceito gira em torno das cinco irmãs Bennet, que viviam na área rural do interior da Inglaterra, no século XVIII. Aborda a questão da sucessão em uma família sem herdeiros homens, dentro de uma sociedade patriarcal, onde o casamento era fundamental para as mulheres. Assim, quando um homem rico e solteiro se muda para os arredores, a vida pacata da família entra em ebulição.

Orguho e Paixão – fotos de divulgação

O Jornal o Globo divulgou novas fotos da próxima novela das 18:00 horas ‘Orgulho e Paixão’ baseada em quatro romances de Jane Austen: Orgulho e Preconceito, Abadia de Northanger, Emma, Razão e Sensibilidade.

Natália Dill já me encantou nessas duas fotos! Que sua Elizabeta (Elizabeth Bennet) seja ‘obstinate headstrong girl’!

24051210
Natália Dill como Elizabeta. Foto: Raquel Cunha / Globo

24051211

Foto: Raquel Cunha / Globo

De um lado, uma jovem camponesa que precisa aprender a se entregar à paixão. Do outro, um aristocrata que precisa vencer o orgulho e acreditar que o amor pode superar as diferenças sociais. Orgulho e Paixão, nova novela das seis da Globo, é baseada não em um, mas em quatro livros da escritora inglesa Jane Austen.

Com previsão de estreia em março deste ano, a novela escrita e dirigida por Marcos Bernstein traz os atores Nathalia Dill e Thiago Lacerda como os personagens Elisabeta e Darcy, casal protagonista da trama que se passa no início do século 20.

Mas ela é uma jovem com desejos de liberdade e não de casamento — comportamento que bate de frente com os planos de sua mãe, intepretada pela atriz Vera Holtz.

Fonte: DC

Vejas fotos de outros personagens:

24051215
A matriarca vivida por Vera Holtz vai fazer de tudo para ver as filhas bem-casadas. Foto: João Miguel Júnior / Globo

24051216
O ricaço Darcy, vivido pelo ator Thiago Lacerda, não esperava se encantar por uma camponesa. Foto: João Miguel Júnior / Globo

24051219
Gabriela Duarte integra elenco da novela. Foto: Mauricio Fidalgo / Globo

24051224
Vera Holtz e Tato Gabus Mendes contracenam como pais das cinco irmãs. Foto: João Miguel Júnior / Globo

24051212
Chandelly Braz vive Mariana, irmã de Elisabeta. Foto: João Miguel Júnior / Globo

 

 

 

 

 

 

Orgulho e Preconceito – Coleção Clássicos de Ouro

A Editora Nova Fronteira está lançando agora no início do ano mais uma edição de Orgulho e Preconceito, sob selo Clássicos de Ouro. Eu já solicitei informações a respeito do lançamento e tradutor para a editora e assim que souber informações publico aqui no para vocês.

Eu descobri esse lançamento por acaso, quando visitava o site da Livraria da Travessa. A previsão de entrega é 20 dias úteis e o preço… ah o preço… na promoção por R$ 14,90.

orgulho

Mais informações sobre Orgulho e Paixão

Acabo de ler que Ary Fontoura, veterano ator global, passou por um processo de envelhecimento para ‘entrar’ no personagem ‘Afrânio Cavalcante’, o conhecido Barão de Ouro Verde, um homem de aparência. A família do senhor está à beira da falência e ele insiste em esconder de tudo e todos.

Ema (Agatha Moreira) vive a neta apaixonada pelo avô e que desconhece a fase ruim que o Barão vive. Ema será a casamenteira oficial do fictício Vale do Café, vilarejo no interior de São Paulo. Pelo que tudo indica, Emma Woodhouse virou Ema Cavalcante e o personagem de Ary Fontoura, que deveria ser o pai de Ema, se transformou no avô. Diferentemente da história de Austen, Ema Cavalcante possilvelmente passará por problemas financeiros.

Ary Fontoura estará na novela Orgulho e Paixão. (Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/Divulgação)

Mais informações sobre a trama da nova novela das 18:00, leia aqui no site TV Foco.

 

 

Jane Austen em São Paulo – Eventos em Janeiro de 2018

O pessoal de São Paulo começou o ano animado e já estão divulgando dois eventos na capital.

No dia 27 de janeiro às 16:00, o clube de leitura #leiamulheres São Paulo promoverá a discussão do livro ‘Lady Susan’ de Jane Austen, com mediação de Juliana Leuenroth e Michelle Henriques. Local: Centro Cultural São Paulo.

leia

No dia 28 de janeiro às 15:00, a biblioteca Mário de Andrade fará um café literário para discussão do livro ‘Orgulho e Preconceito’ de Jane Austen. Local: Rua da Concolação, 94 – Centro – São Paulo.

mario