Jane Austen é mais atual do que você imagina

Tive o prazer de falar sobre Jane Austen para o portal Protagonista!! Minhas contribuições estão ao longo do texto:

Os ensinamentos que a romancista do século XIX deixou no mundo, por meio de ótimas histórias e grandes protagonistas, serão sempre lembrados como revolucionários.

* O texto abaixo é um recorte da matéria publicada pelo Portal Protagonista, para ler o texto completo clique aqui.

Adriana Sales Zardini é Docente do CEFET-MG, possui Doutorado em Estudos Linguísticos pela Faculdade de Letras, UFMG. Além disso, é editora da Revista Literausten, participa do Podcast Café com Jane Austen, é presidente da Jane Austen Sociedade do Brasil desde 2009, escreve no blog Jane Austen Brasil desde 2008, é autora de diversos capítulos de livros e artigos sobre a escritora, além de ter traduzido Emma, Mansfield Park e Razão e Sensibilidade. Atualmente é membro da JASNA (Jane Austen Society of North America) e JASA (Jane Austen Society of Australia). A mesma relata que “Jane Austen recebeu uma educação simples em internatos, mas foi na casa dos pais que recebeu a instrução mais valiosa. Austen é filha do Reverendo George Austen, conhecido por seus sermões e, principalmente, por receber alunos que desejam se preparar para os estudos universitários. Assim, Jane tinha à sua disposição uma vasta biblioteca. Foi ali entre os livros que a escritora ‘colheu’ inspiração para tantas histórias maravilhosas como as que ela escreveu. Na época de Austen, não era comum uma moça escrever livros, muito menos com o objetivo de ganhar dinheiro. A família de Jane pertencia à ‘gentry class’, pessoas educadas, porém sem título de nobreza ou grandes heranças.”

“Austen muito provavelmente desejava apenas expressar suas opiniões e visão do mundo ao escrever. A importância de Austen na literatura universal é marcada, principalmente, pela escolha de temáticas simples, porém, que são factíveis em qualquer sociedade, inclusive no Brasil. O olhar certeiro de Austen para questões do foro íntimo é o que a escritora traz de revolucionário em suas obras. Naquela época, as mulheres viviam quase que exclusivamente para o lar. Eram raros os casos de mulheres com educação formal e que tinham como objetivo o trabalho fora de casa”, descreve Adriana Sales.

“Austen muito provavelmente desejava apenas expressar suas opiniões e visão do mundo ao escrever. A importância de Austen na literatura universal é marcada, principalmente, pela escolha de temáticas simples, porém, que são factíveis em qualquer sociedade, inclusive no Brasil. O olhar certeiro de Austen para questões do foro íntimo é o que a escritora traz de revolucionário em suas obras. Naquela época, as mulheres viviam quase que exclusivamente para o lar. Eram raros os casos de mulheres com educação formal e que tinham como objetivo o trabalho fora de casa”, descreve Adriana Sales.

Segundo Adriana Sales, “O universo feminino é apresentado em diversas nuances. Desde as mocinhas que nasceram em famílias ricas até as que passam por situações vexatórias por serem pobres. Ao descrever os hábitos e comportamentos da sociedade em que viveu, Austen nos dá um panorama sobre como era ser mulher naquele período. Se fizermos uma leitura mais detalhada de suas obras, podemos perceber inúmeros exemplos de regras de etiqueta, comportamento em público e privado, formas de se vestir e se arrumar, protocolos para fazer e receber visitas, cotidiano da vida rural da classe média inglesa, entre outros.”

“Sobre as personagens femininas, cada uma tem sua função em ‘abrir’ os olhos do leitor para questões que mereciam ser discutidas naquela época e continuam atuais até hoje.”, diz Adriana Sales. “As heroínas de Austen se mostram revolucionárias por terem um comportamento diferente, não rebelde, do que era esperado para mocinhas naquela época. Isso, por si só, já traz uma importância enorme para esse hall de personagens Austeneanas. Em graus diferentes, elas não se conformaram em viver a vida estabelecida para mulheres daquela época. Obviamente, Austen não é uma escritora feminista, o termo nem existia naquela época. Porém, podemos considerar as discussões presentes em seus livros como discussões acaloradas sobre a posição da mulher na sociedade no século XIX.” 

Adriana Sales relata como Jane Austen influenciou em sua vida, carreira e em como ela ajudou outros fãs a se encontrarem e terem referências: “Eu comecei a ler Austen na graduação em Letras e quando fui estudar nos Estados Unidos comprei todos os livros da autora. Durante a minha graduação pude assistir várias adaptações das obras de Austen, algumas inclusive no cinema, como Emma (1995). Eu fui me envolvendo com Austen aos poucos, até que em 2005 assisti uma nova adaptação de Orgulho e Preconceito para o cinema e ao chegar em casa já fui entrando no Orkut para ver se havia uma comunidade brasileira do livro/filme. Ao longo da minha participação nesse grupo no Orkut, que em 2005 já possuía mais de 10 mil membros, percebi que as pessoas tinham muita dificuldade de encontrar informações sobre Austen em língua portuguesa. Assim, em fevereiro de 2008, criei o primeiro blog/site referência sobre a escritora com o objetivo de divulgar a vida e obra de Austen, além de atualizar os leitores sobre notícias e lançamentos de adaptações e livros traduzidos.”

“No ano seguinte, em 2009, eu e mais algumas amigas fundamos a Jane Austen Society of Brazil, primeira sociedade da escritora em língua latina, com o propósito de organizar eventos e publicações semelhantes às que ocorrem na Inglaterra, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Até o momento, já traduzi três obras de Austen: Mansfield Park, Sense and Sensibility e Emma. Nossa sociedade já realizou inúmeros eventos, inclusive em outros estados do Brasil, para reunir leitores e fãs. Nesses eventos, temos roda de leitura, exibição de filmes ou séries de TV, apresentação de pesquisas e artigos científicos, entre outros. Nosso trabalho é reconhecido pelas Jane Austen Societies ao redor do mundo e, constantemente, somos convidados para eventos em outros países ou on-line.”

Ela continua: “Desde 2017, publicamos a Revista Literausten, primeira revista acadêmica totalmente dedicada à escritora, cujo objetivo é promover a discussão e divulgação dos trabalhos e pesquisas acerca de Austen aqui no Brasil. Atualmente, por causa da pandemia, estamos realizando lives no nosso perfil no Instagram (@janeaustenbrasil) e depois publicamos também no Youtube (Jane Austen Sociedade do Brasil). Vamos completar, agora em outubro, nossa 60ª live, que faz parte do projeto #janeaustenlives, cujo objetivo é entrevistar pesquisadores que fazem ou já concluíram pesquisas sobre os mais variados assuntos relativos à Austen e suas obras. Além disso, temos também um projeto chamado #RelendoAusten que proporciona a leitura coletiva e discussão das obras de Austen.”

Além dos projetos de leitura, Adriana possui uma trajetória de 12 anos de dedicação exclusiva ao universo da autora e diz ter “muita satisfação em falar da escritora e suas obras”. Como acadêmica, ela diz sempre encontrar um ‘jeitinho’ de falar Austen em suas aulas. “Em 2011, realizei um curso na Universidade de Oxford sobre Jane Austen e em 2018 defendi minha tese de doutorado sobre o universo dos fãs Austeneanos aqui no Brasil.”

“O olhar para tantas questões sociais que a cercavam possibilitou a Austen escrever histórias fascinantes e que, aos olhos de hoje, podem ser consideradas revolucionárias. Como o caso das discussões a respeito da mulher não ter direito aos estudos ou à herança do pai, apenas por pertencer ao sexo feminino; mulheres escolherem se casar quando houvesse sentimento entre os parceiros, e não apensar uma ‘transação comercial’ entre as famílias; entre outros. Austen inova por trazer os assuntos do privado para o enredo de seus livros. Mostra que as discussões entre mulheres e homens, a vida em sociedade e experiências de pessoas ‘comuns’ valia a pena ser escrito e lido. Essas histórias continuam ‘vivas’ até hoje por serem universais, ou seja, podemos conhecer uma história de vida ou pessoa na vida real que possuem características presentes nas obras de Austen.”, conta Adriana Sales.

Exposição “Para sempre Jane Austen”

 b_popausten 2

Começou no dia 02/05 na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, espaço integrante do Circuito Liberdade, a exposiçãobcomemorando os 200 anos da obra da autora inglesa. Em parceria com a professora Adriana Sales, a mostra apresentará as obras da autora e tudo que cerca seu mundo literário. Os visitantes serão levados a entrar em um mundo de incrível charme e delicadeza. São livros, filmes, revistas, souvernirs, vestuário e outros itens que remetem a esta celebrada escritora, uma mulher muito a frente de seu tempo, que encantou o mundo com sua forma singular de escrever, pois tinha paixão pela vida.

Para enriquecer a mostra, Adriana Sales fará no dia 29 de maio, a palestra “O legado de Jane Austen: Leituras e Releituras de sua vida e obra.”

Adriana é presidente da Jane Austen Sociedade do Brasil, tendo traduzido três livros da autora para a língua portuguesa. Atualmente está concluindo o doutorado em estudos linguísticos na Faculdade de Letras – UFMG, sobre o fandom digital de Jane Austen no Brasil. É docente no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais e autora do blog Jane Austen Brasil desde 2008.
“Jane Austen tem lugar de destaque na Literatura Inglesa e universal por seu talento e maestria em desenvolver histórias do cotidiano da Inglaterra do século XIX que encantaram e encantam milhares de pessoas ao redor do mundo. Seus livros mais famosos são ‘Orgulho e Preconceito’, ‘Razão e Sensibilidade’ e ‘Emma’. Suas obras tiveram adaptações para o cinema e a televisão em várias partes do mundo e, inclusive, é fonte de inspiração da novela ‘Orgulho e Paixão’ em exibição às 18:00 horas”, destaca Adriana.

Com entrada franca, a exposição será inaugurada em 02 de maio de 2018 às 15:00h,no hall das Coleções Especiais da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, e segue até o dia 29 de junho.

A coordenadora do Setor de Coleções especiais da Biblioteca, Eliani Gladyr, convida:

“Fazer uma viagem no tempo, pensar na ternura de um delicioso romance lido à sombra de uma árvore frondosa e estar enamorado, esta é a proposta da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais ao apresentar ao público Jane Austen e sua obra. A grandeza desta autora, uma mulher à frente de seu tempo cuja literatura emociona, apaixona e nos revela personagens que serão eternos em nossas lembranças, pois cada uma apresenta um pouco daquilo que somos ou que pelo menos sonhamos ser.”

Serviço:

Exposição: Para sempre Jane Austen

Local: hall das Coleções Especiais – Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais

Período da exposição: 02/05/2018 a 29/06/2018

Horário:  segunda a sexta-feira: 08h às 18h

(Praça da Liberdade 21 – Funcionários, Belo Horizonte/MG)

Informações: 3269-1228

Entrada Gratuita

Fonte: Superintendência de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais

Bordado brasileiro na colcha em homenagem à Jane Austen

A Jane Austen’s House Museum divulgou inúmeros bordados que farão parte da colcha em homenagem à Jane Austen. No ano passado, fui convidada para participar como representante da Jane Austen Sociedade do Brasil e me senti muito honrada em contribuir com essa homenagem! Vejam a tradução da publicação onde o museu citou a JASBRA:

“É um prazer incluir a Jane Austen Sociedade do Brasil, que contribuiu com a moda regencial, incluindo as cores brasileiras no design do bordado.”

jasbra quilt

Para visualizar os demais bordados publicados pelo Museu, clique aqui.

Jane Austen no Programa Literatura do Canal Globo News

Para quem não assistiu ao programa Literatura do Canal Globo News, acesse aqui. A parte que fala sobre Jane Austen, com a participação de Adriana Sales – Presidente da JASBRA, está no finalzinho do vídeo.

globonewsliteratura.png

Jane Austen na UniTV Belo Horizonte

Unitv BH
Divulgação do programa sobre Jane Austen

Entre os dias 2 a 4 de junho realizamos o VI Encontro Nacional da JASBRA (no Memorial Minas Gerais Vale) e fomos entrevistados pela equipe de jornalismo da UNI-BH. Muitos de nossos membros foram entrevistados e enriqueceram nosso conhecimento! Espero que gostem!

 

Jane Austen conquista também o Brasil

Leiam aqui neste link, a publicação do blog Cientistas Feministas sobre Jane Austen! O artigo fala sobre a apreciação de Austen aqui no Brasil e cita algumas pesquisas acadêmicas sobre a escritora!

Desejo agradecer a menção à Jasbra!

jane

Fonte: Jane Austen conquista também o Brasil

Globo News Literatura sobre Jane Austen

O canal Globo News já lançou o vídeo da nova temporada de programas sobre literatura! Obviamente Jane Austen não poderia faltar! No último dia 16 de julho, estive no Rio de Janeiro para o chá com Jane Austen na confeitaria Colombo. Foi evento maravilhoso e divertido. Além disso, contou com a participação da equipe de jornalismo do programa Globo News Literatura! Concedi uma entrevista para o programa e espero ansiosa pela exibição!

entrevista.png
Bastidores das gravações programa Globo News Literatura sobre Jane Austen e seu clube de fãs

Assim que eu ficar sabendo sobre a data do programa aviso aqui no blog para vocês!

 

 

Dois séculos sem Jane Austen – Rádio UFMG Educativa

O mercado editorial sempre foi muito limitado para as escritoras. Hoje em dia temos mais mulheres escrevendo, publicando e aparecendo no universo da literatura, mas esse espaço é recente. Agora imagine a situação há mais de dois séculos atrás? Pois foi nesse contexto hostil à participação feminina que deflorou uma das escritoras mais influentes da história, a inglesa Jane Austen. Autora de clássicos como Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, suas obras marcaram um novo tipo de romance. E neste mês, lembramos os 200 anos de morte de Jane Austen.

Ouça a entrevista com a Presidente da JASBRA, sigla para Jane Austen sociedade do Brasil, Adriana Sales, que também é doutoranda em estudos linguísticos pela UFMG. Tamanho: 13,70 MB

A entrevista foi ao ar em 28/07/2017 no programa Universo Literário. Ouça aqui.

radio-logo-pequena.gif

 

Jane Austen na Rádio UFMG Educativa

Prezados leitores, estou bastante afastada do blog nesses últimos devido aos compromissos em homenagem à Jane Austen no Rio de Janeiro. Em breve eu publicarei as imagens e impressões aqui no blog, ok?

Eu estou publicando esse post para avisar que recebi um convite da Rádio UFMG Educativa para conceder uma entrevista a respeito de Jane Austen, na próxima segunda-feira, dia 24 de julho de 2017 às 09:15 da manhã. Por motivos de falhas técnias, a entrevista foi transferida para o dia 28 de julho e está disponível aqui para baixar ou escutar on-line.

radio ufmg

Para escutar a rádio clique aqui. Posteriormente eu colocarei aqui o link para quem não puder escutar o programa em tempo real.

Entrevista para o WordPress

Há alguns dias, recebi um convite do Edney Souza (Blog Interney) para falar um pouco sobre o blog Jane Austen Brasil para o WordPress em português. Agora há pouco recebi a notícia de que a entrevista já está no ar e vocês podem conferir neste link ou clicando na imagem abaixo. Reforço o agradecimento ao Edney pelo convite e agradeço imensamente à todos os leitores deste blog que são o motivo de tudo isso existir! Afinal, quando este blog surgiu, não havia quase nada sobre Jane Austen em português. E foi isso o que me motivou a criar o blog! Viva Jane Austen Brasil! E viva Jane Austen por seu legado maravilhoso!

Entrevista wordpress

Para fins de registro, eu também salvei uma versão em pdf para ficar arquivada aqui no blog.

Entrevista para o WordPress em português via Edney Interney Souza