Live 52 – Orgulho e Preconceito e as traduções brasileiras

Nossa convidada para a próxima #janeaustenlives será dia 07 de agosto às 20:00 (horário de Brasília) é a Aline Benato Soares. Nossa conversa vai girar em torno da pesquisa que ela fez a respeito da traduções de Orgulho e Preconceito de Jane Austen.

Bio: Mestre em Letras (2020) pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, campus Pato Branco, com ênfase em Literatura, Sociedade e Interartes. Desenvolve pesquisa na área de tradução literária e foi bolsista durante o mestrado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Licenciada em Letras Português/Inglês (2016) pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus de Pato Branco. Participou do Projeto de Pesquisa nos Estudos Descritivos da Tradução durante o período da graduação e do mestrado. Atua nas áreas de Língua Inglesa, Literatura Anglófona e Tradução Português/Inglês e Inglês/Português, tendo como principal interesse a área de Tradução Literária. Suas pesquisas abordam as literaturas em contato, por meio da tradução e análise literária, com interesse na literatura de autoria feminina, e em especial nos estudos das obras de Jane Austen. Trabalha como docente de língua inglesa, língua portuguesa, literatura e redação em escolas particulares do município de Pato Branco – Paraná. É apaixonada por Jane Austen e por suas obras, tendo como livro favorito Orgulho e Preconceito.

Patriotismo e Preconceito em Jane Austen

Mais um vídeo da Gresham College! Desta vez, a professora Janet Todd fala patriotismo e preconceito em Jane Austen.

A Ironia e os Caprichos Misteriosos da Narrativa de Jane Austen

Nesse vídeo da Gresham College, a professora Belinda Jack discute a ‘ironia e os caprichos misteriosos da narrativa’ de Jane Austen. Existe a opção de tradução automática para o português.

Jane Austen – uma mulher do século 18 para o século 21

Hoje temos o vídeo da professora Joanne Podis para o canal TEDx no Youtube! Uma análise muito interessante sobre a vida e obra de Jane Austen!

A sagacidade perversa de Jane Austen

Vejam esse vídeo do canal TED-Ed no Youtube! Um pequeno resumo sobre Jane Austen!

Programação de maio #janeaustenlives

Olá pessoal!

A programação das #janeaustenlives que estamos realizando no nosso perfil @janeaustenbrasil – no Instagram – está recheada de discussões interessantes! Lembrando que serão, nesse mês de maio, às segundas, quartas e sextas às 20:00 (horário de Brasília). Se perder alguma live, não se preocupe, todas estão salvas no nosso canal Jane Austen Sociedade do Brasil no Youtube.

“EM UMA ÉPOCA CHEIA DE REGRAS, ELAS SEGUIAM AS DELAS”: A MODERNIZAÇÃO DAS PERSONAGENS FEMININAS DE JANE AUSTEN NA TELENOVELA ORGULHO E PAIXÃO

A Diana de Melo Xavier foi a nossa convidada para a 1a live da #janeaustenlives! Foi uma maravilha passar um hora falando sobre Austen com ela! Gratidão, Diana! Eu aproveito o post para publicar o resumo da monografia de conclusão do Graduação em Letras, pela UFRJ, fruto da pesquisa de Diana. O arquivo completo, em pdf, pode ser acessado aqui.

Resumo: Jane Austen (1775-1817) é uma das principais escritoras da literatura inglesa e suas obras são bastante adaptadas para séries, filmes e outras mídias. E, em 2018, seis obras de Austen foram adaptadas para a telenovela do horário das seis Orgulho e Paixão da Rede Globo pela primeira vez no Brasil. Sendo a telenovela um gênero próprio, foram adaptadas as personagens e os enredos de Austen para que, assim, sua trama agradasse seus telespectadores do século XXI. Por isso, as personagens femininas da escritora apresentam uma nova e moderna representação para refletirem o público alvo da novela das seis. Desta maneira, o objetivo dessa monografia é analisar a adaptação das personagens Elisabeta Benedito (inspirada em Elizabeth Bennet de Orgulho e Preconceito) e Ema Cavalcante (inspirada em
Emma Woodhouse de Emma) para o gênero telenovela e a sociedade brasileira. Assim, será considerado a influência do público alvo do gênero e o entendimento de Jane Austen como um produto cultural para compreender a escolha de suas obras para se tornar uma telenovela brasileira, constatando, por fim, a modernização de ambas personagens e como Jane Austen se mantém contemporânea, apesar de tais mudanças.


Palavras-chave: Literatura Inglesa. Jane Austen. Telenovela. Modernização. Orgulho e Paixão. Orgulho e Preconceito. Emma.

Projeto #janeaustenlives

Atenção Austenites/Janeites desse Brasilzão! Vamos iniciar uma série de lives sobre #janeausten! Basta seguir #janeaustenlives e nossas redes sociais @janeaustenbrasil no Instagram, Twitter, YouTube e Facebook Jane Austen Society of Brazil #jasbra #janeaustenbrasil! No site, vamos publicar os cronograma: www.janeaustenbrasil.com.br#janeaustenbrasil

Nova edição da Revista Literausten

Para o presente número da Revista LiterAusten  apresentamos um poema em homenagem a Jane Austen, escrito por Lúcia Leão, e, em seguida, um artigo traduzido pelas alunas do Ensino Médio do CEFET-MG – Campus Timóteo, sob orientação de Adriana Sales Zardini e Marcelle Santos Vieira Salles. Também apresentamos a tradução de um artigo muito interessante a respeito do relacionamento entre Tom Lefroy e Jane Austen, escrito, em inglês, pela Joan Ray (JASNA).  Além dos dois artigos traduzidos, apresentamos também o artigo de Larissa França, que traz uma análise sobre a descrição dos personagens Austen em duas: Orgulho e Preconceito e Persuasão. A partir desta edição, serão publicados artigos, ensaios e demais trabalhos sobre escrita de autoria feminina e todo o universo de pesquisas que retratem essa temática.

Vejam os títulos das publicações desta edição:

JANE’S HAPPY ENDINGS (Lúcia Leão)

JANE AUSTEN, HANNAH MORE E O DRAMA DA EDUCAÇÃO  (Jane Baron Nardin, Vitória Martins de Souza e Maria Clara Coura)

O ROMANCE UNILATERAL DE JANE AUSTEN E TOM LEFROY (Joan Klingel Ray e Adriana Sales Zardini)

A [IN]DESCRIÇÃO DE JANE AUSTEN (Larissa Pereira de França)

Uma amizade secreta de Jane Austen

Eu já tinha lido por ai que Jane teve uma amiga, também escritora, e que as duas poderiam até ter sido muito próximas, no sentido de relacionamento afetivo. Não dei muita importância ao texto porque achei que fosse uma especulação sobre a sexualidade de Jane Austen.

Porém a amiga Maria Clara Biajoli me indicou um1rtigo sobre a amizade entre Jane Austen e – pesquisa realizada por Emma Claire Sweeney.

hero_landscape-readers.jpeg
George Eliot and Jane Austen (Picture: Getty Images)

Será lançado um livro chamado ‘The hidden friendships of Austen, Bronte, Eliot and Woolf’ em co-autoria com sua amiga Emily Midorikawa. E fala sobra as amizades de escritoras famosas. Em sua pesquisa, Sweeney descobriu um dado novo sobre a vida de Austen. Ao estudar o diário de Fanny Austen Knight (sobrinha de Jane Austen), descobriu que  Fanny descreveu a amizade entre Jane e sua governanta, Anne Sharp. Anne Sharp se tornou uma escritora amadora que adaptava e dirigia peças para as crianças que ela tomava conta. Para ler o artigo completo, em inglês, clique aqui.