Próximas #janeaustenlives

Na nossas próximas #janeaustenlives só tem gente fera!

Vejam os convites abaixo! Aos poucos vamos publicar detalhes de cada uma! Lembrem-se que as lives estão acontecendo no nosso perfil no instagram @janeaustenbrasil

Jane Austen Circulando no Brasil no Século XIX

Adriana Sales Zardini[1]

Apesar de Jane Austen hoje ser considerada um fenômeno literário global, as primeiras traduções brasileiras só começaram a ser publicadas a partir da década de 40 do século XX. Entretanto, existem registros de que traduções portuguesas de Austen já estavam à disposição dos leitores brasileiros na cidade do Rio de Janeiro em meados de 1850.

Este artigo tem como objetivo fazer um levantamento das edições que circularam no Brasil Império, com a finalidade de elucidar se as edições portuguesas estavam à disposição dos leitores brasileiros, apesar de não existirem traduções de Jane Austen em português do Brasil naquela época. Para alcançar esse objetivo, foi realizado um levantamento da primeira edição portuguesa do livro ‘Persuasion’ de Jane Austen e posterior verificação da existência de cópias dessa edição em três bibliotecas do Rio Janeiro. Conclui-se que essas cópias existiram no Brasil, porém, não foi possível encontrar nem mesmo um exemplar remanescente da obra. Entretanto, não podemos afirmar que apesar da oferta desses livros, os brasileiros tinham contato com a obra de Jane Austen e eram seus admiradores e leitores, tendo em vista que grande parte da população daquela época não sabia ler ou escrever.  A existência de obras da escritora na década de 1850 é um indício de que a autora tinha apreciadores brasileiros, tendo em vista que a aquisição de livros naquela época estava baseada na influência editorial francesa e também do público-leitor. Apesar de que apenas os mais abastados e letrados é que possivelmente tiveram contato com esta obra da escritora.

Para ler o restante do artigo, clique aqui.


[1] Adriana Sales Zardini é professora de Inglês no CEFET-MG, Doutora em Estudos Linguísticos pela Faculdade de Letras (UFMG) e Especialista em Jane Austen (Oxford University). E-mail: aszardini@gmail.com

Como as encadernações afetam o custo das primeiras edições de Jane Austen

Hoje assisti a um vídeo interessantíssimo sobre encadernações e como elas afetam (até hoje) o preço das primeiras edições dos livros de Jane Austen.  Adam Douglas do Peter Harrington Books nos apresenta algumas curiosidades, veja:

Artefatos raros em Winchester

Artefatos raros da vida de Jane Austen, incluindo poemas escritos à mão e as primeiras edições de seus livros, estão em exposição em Winchester.

A Catedral de Winchester, onde a escritora está sepultada, começou um a exposição que vai até dia 20 de setembro. Sendo o primeiro de uma série de eventos em comemoração do bicentenário da morte de Jane Austen em 2017.
A exibição, ao lado de sua sepultura, mostra poemas escritos por Jane Austen sobre sua amiga Mrs Lefroy, as primeiras edições de Emma em três volumes de 1816, além de Northanger Abbey e Persuasion publicados juntos em 1818. Está também na exposição a nota escrita à mão pelo irmão de Austen, Henry, com as orientações sobre a inscrição que se encontra hoje no túmulo de Jane Austen.
Os poemas e a nota escrita por Henry pertencem à Winchester College. Esses artefatos nunca sairam da faculdade desde que foram doados à instituição na década de 30.