Terças – Indicações de Livros: Orgulho e Preconceito versão quadrinhos

O blog da JASNA, regional New Jersey, publicou recentemente uma lançamento de mais uma Graphic Novel – Quadrinhos: Pride & Prejudice, publicado pela Camp Fire Graphic Novels. Lançamento previsto para o dia 29 de outubro. Adaptação do original por Laurence Sach e ilustrações de Rajesh Nagulakonda

à venda na Barnes and Noble  e Amazon por 12,97 dólares.

Abaixo, algumas imagens dos quadrinhos! Eu particularmente gostei muito!

Veja aqui uma entrevista com Jason Quinn, da Camp Fire Graphic Novel.

Para conhecer outras publicações do blog sobre Graphic Novels – Quadrinhos, clique aqui.

Anúncios

Terças: Indicações de Livros – Jane Austen, game theorist

A indicação do livro de hoje é também uma entrevista com o autor Michael Chwe. A entrevista foi publicada pela Revista Época, que também me convidou para falar sobre o assunto, porém, por agendas distintas da minha, eles não conseguiram entrar em contato comigo para uma entrevista por telefone a tempo da edição ser publicada. Bem, fica para a próxima! 🙂


Com vocês Jane Austen, game theorist!

“O mundo de Austen apresenta situações tão complexas quanto as da economia ou da política”, diz Michael Chwe, professor de ciências políticas da Universidade da Califórnia


Michael Chwe, professor de ciências políticas na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, assistia ao filme As patricinhas de Beverly Hills(1995), com os filhos, quando teve uma ideia. Percebeu que a história apresentava modelos clássicos da Teoria dos Jogos, formulada em 1944. Decidiu ler os seis livros de Jane Austen, escritora do século XIX cujo trabalho inspirou o filme. O resultado de sua pesquisa é o livro Jane Austen, game theorist, inédito no Brasil, no qual afirma que Austen foi um gênio da matemática.


ÉPOCA – O senhor acha importante enxergar a literatura com “olhos de matemático”?

Michael Chwe – Há muitas formas de entender a literatura, e a perspectiva da Teoria dos Jogos é uma delas. Alguns exemplos ótimos estão no livro de Tom Schelling, vencedor do prêmio Nobel em 1995. Não há muita matemática no meu livro, apenas o suficiente para ilustrar como a Teoria dos Jogos funciona. Eu acho que qualquer teórico dos jogos iria concordar que o mundo de relações e manejos sociais de Austen apresenta situações pelo menos tão complexas quanto aquelas na economia ou na política.

ÉPOCA – Como o senhor diria que a Teoria dos Jogos se apresenta nos livros de Jane Austen?


Chwe – Aqui está um exemplo do livro Orgulho e Preconceito (Correção de Adriana Zardini: Emma) . Jane Fairfax não recebe uma carta de Frank Churchill, de quem está noiva secretamente. Ela chega então à conclusão de que ele simplesmente não se importa, em vez de culpar o serviço dos correios. A discussão da confiabilidade no serviço já havia sido feita anteriormente por Jane Fairfax e Mr. John Knightley. Austen sugere duas explicações para aquela situação, portanto: uma baseada no hábito e uma pensada nos interesses. Como uma teórica dos jogos, a explicação pelo interesse é a fundamental.


O livro de Michael Chwe, “Game theorist” (Foto: Reprodução)
ÉPOCA – Algumas pessoas consideram Jane Austen uma escritora além do seu tempo. O senhor concorda?
Chwe – Muitas pessoas amam Austen porque adoram o mundo da Regência Britânica (1811 a 1820). Para mim, isso não é muito sobre o que os livros realmente tratam. Os insights dela sobre interações humanas são atemporais e universais, assim como os insights da Teoria dos Jogos. Austen estava tentando explorar estratégias de pensamentos de um ponto de vista da Teoria dos Jogos, embora não ache surpreendente que os romances e jogos matemáticos compartilhem tantas semelhanças. Os insights são universais o suficiente para terem surgido em diferentes contextos históricos.


ÉPOCA – O senhor pode explicar a conexão entre boas escolhas e ser dominado pelas emoções?

Chwe – No livro Mansfield Park, Edmund Bertram dá um colar de ouro para Fanny Price, dizendo que é uma recordação do amor entre melhores amigos, e vai embora. Fanny, sem querer que a doçura dele acabe, cheia de sentimentos de dor e prazer, poderia ousar falar, mas é silenciada, pois era a melhor escolha que poderia fazer. Esse é um exemplo de como Austen mostra que as pessoas sempre podem agir para seus interesses, mesmo sobre estresse emocional. Mesmo dominada pelas emoções, o desejo de Fanny é soberano. Muitas pessoas criticam a Teoria dos Jogos e os economistas por dar mais atenção às escolhas que às emoções. Mas Austen concorda com os economistas. Seus personagens têm intensas emoções, mas agem de acordo com seus interesses.


ÉPOCA – Que tipo de lições valiosas uma pessoa interessada em manipulação e persuasão no mundo real poderia tirar dos livros de Austen?

Chwe – Uma das lições mais importantes do livro é que, mesmo nas situações mais difíceis ou até constrangedoras, é possível ser estratégico e tomar boas decisões. Em Mansfield Park, Fanny Price não tem poder e é maltratada pela família adotiva. Mesmo assim, ela mantém posições estratégicas. Olhando as estrelas pela janela com Edmund Bertram, Fanny propõe que eles observem a constelação Cassiopeia, o que só é possível se eles forem até o jardim juntos. Essa simples manipulação quase funciona. Quando o rico e o odioso Henry Crawford pede sua mão em casamento, ela recusa, mesmo que todos, inclusive Edmund, tentem persuadi-la a aceitar a proposta. E no final ela conquista Edmund. Assim, Fanny é a única heroína de Austen que toma uma decisão, opondo-se à opinião contrária de todos. Se uma garota aparentemente fraca como Fanny pode se defender sozinha e tomar as rédeas das suas próprias escolhas, então todos nós podemos.

Casos clássicos da Teoria dos Jogos em livros de Jane Austen 


Dilema do Prisioneiro
O que é? Cada pessoa pode ou não contribuir para o bem estar social, mas cada um quer no fundo uma “carona livre” no esforço do outro. Como resultado, ninguém contribui e a situação é pior a todos.
Exemplo real: Poluição nas cidades. Todos preferem um ambiente com ar limpo, mas ainda sim individualmente preferem manter um carro velho e sem manutenção que solta fumaça, por exemplo, a andar de bicicleta ou usar energia limpa. 
Em Jane Austen
Obra: Persuasão
Ano: 1818
Onde: Quando o Capitão Wentworth está visitando sua irmã no Kellynch Hall e é convidado para jantar no Upercross. Charles e Mary Musgrove também são convidados e estão ansiosos para conhecer o Capitão. Mas infelizmente o filho pequeno do casal, Charles, teve uma queda e deu um mau jeito no pescoço. Cada um pode escolher entre ir ao jantar ou cumprir suas obrigações de bons pais, apesar do desejo próprio. Depois de Charles partir para o jantar, Mary chora e questiona: “Se o papai pode ir, por que eu não poderia?”. Se Charles ficasse em casa, talvez sua mulher também o fizesse, e o filho não ficaria triste. Mas, uma vez que um deles decide sair, o outro se sente excluído e decide ir junto. Essa situação é salva por Anne Elliot, irmã de Mary, que decide ficar para cuidar do sobrinho. Anne está feliz em ter uma desculpa para não encontrar o Capitão Wentworth porque havia recusado uma proposta de casamento dele oito anos antes.


Caça ao Cervo 

O que é? Cada pessoa quer participar, mas ninguém quer ser a única participando. Todos precisam da segurança que outros vão participar também. Assim, seria mais fácil chegar a um acordo, já que há vantagem para os envolvidos. 
Exemplo real: Unir-se a uma insurreição política. Se você é o único que quer participar, provavelmente vai levar um tiro, mas, se todos se juntarem à causa, o regime pode cair.
Em Jane Austen
Obra: Orgulho e preconceito

Ano: 1813

Onde: Quando Elizabeth Bennet visita Netherfield, o Sr. Darcy a convida para dançar, mas ela recusa, pensando que ele queria humilhá-la (ele havia dito anteriormente ao Mr. Bingley: “Ela é tolerável, mas não tem beleza suficiente para tentar-me”). Ou seja, a princípio, ela não gostava do senhor Darcy, por achar que ele não gostava dela, como confessou a Charlotte Lucas.

Jogo do Covarde

O que é? Cada pessoa pode confrontar ou se acovardar. A melhor situação é quando um dos envolvidos continua e o outro desiste. Mas se ambos decidem se armarem, o resultado é sempre um desastre.
Exemplo real: Armamento de mísseis em Cuba. Nesse jogo, é uma vantagem mover primeiro e se armar antes que outro tenha a chance de fazê-lo. Uma vez que você está armado, o outro vai ter que desistir antes que aconteça uma catástrofe. 
Em Jane Austen
Obra: Razão e sensibilidade

Ano: 1811

Onde: Elinor Dashwood gosta de Edward Ferraris, mas não reconhece suas intenções verdadeiras. Porém, quando Elinor conhece Lucy Steele, esta conta que está noiva dele em segredo há quatro anos. Então, Elinor diz a si mesma que só poderia ter sido por ciúmes a confissão. Em outras palavras, é melhor Lucy clamar por Edward para Elinor desistir, do que ambas causarem uma situação desconfortável.  


*****

E vocês, prezados leitores, 
o que acham da teoria de Michael Chwe?

Terças: Indicações de livros – Miss Jane Austen’s Guide to Modern Life’s Dilemmas

Você está cheia de dúvidas sobre a vida, amor, felicidade e até sobre qual roupa usar? Então leia o livro “Miss Jane Austen’s Guide to Modern Life’s Dilemmas” escrito por Rebecca Smith. A autora do livro é uma sobrinha distante de Jane Austen, e com a ajuda dos clássicos escritos pela tia famosa, Rebecca escreveu um livro sobre situações do nosso cotidiano. Seria mais ou menos um guia que pretende responder a pergunta: O que Jane Austen faria? 

Rebecca Smith (fonte: Jane Austen House Museum)


Você poderá conhecer um pouco mais sobre o livro no arquivo abaixo.


Leia a resenha do site The Celebrite Café.

À venda na Amazon por 12,70 dólares.
Em formato ebook na Livraria Cultura por 24,99 reais.
Na loja iTunes por 9,99 dólares.

Comentários dos leitores na página do GoogleBooks.

Terças: Sorteio e indicação de livro – Becoming Jane

A outra indicação de livros de hoje é também um sorteio! Estou dando continuidade aos sorteios de aniversário do blog, que este ano comemora o aniversário de 5 anos! 
A edição de Becoming Jane é uma versão reduzida do livro original, baseada principalmente no filme “Becoming Jane”, por isso as imagens do filme. O bônus dessa edição é que ela vem com dois CDs de áudio com a história. O livro é indicado para quem está no nível pré-intermediário de inglês. Portanto, só deixe o seu nome se tiver condições de ler o livro e não apenas fazer parte da sua coleção! 

Como funciona o sorteio:
1) Deixe seu nome nos comentários aqui do blog.
2) Comentários duplicados e que não atendam a exigência nr. 1 serão deletados.
3) Após o sorteio, o contemplado terá um prazo de 5 dias para reclamar o prêmio. Caso isso não aconteça, o livro será sorteado novamente.
4) O prazo para o sorteio vai de 07 de maio até 14 de maio. Fique atento! 

Terças: Indicações de Livros – Jane Austen, a life

Conversando com uma amiga outro dia comentei a biografia de Jane Austen, escrita por Claire Tomalin: Jane Austen, a life. Creio que é um excelente ponto de partida para quem deseja conhecer um pouco mais sobre a vida e obra de Jane Austen.
A minha edição é de 1997, comprei em 2008, portanto não sei dizer quanto custou. No site da Amazon está por 12,72 (versão brochura).
A minha edição é com capa dura e jaquetão. Veja abaixo:

Terças – Dicas de compras – Kit Notecards

Queridos leitores, vejam que coisa mais lindo esse kit notecards!

À venda na Estampa Literária por 23 reais. O kit contém:
Caixa com seis modelos de cartões ilustrados com estampas exclusivas da Estamparia Literária. Em cada cartão você encontrará uma frase diferente, extraída dos livros da escritora Jane Austen.
 As frases são:  
“Não há charme igual ao da meiguice do coração”. Extraída do livro: EMMA
“Não sei amar as pessoas pela metade”. Extraída do livro: A ABADIA DE NORTHANGER.
“Conheça sua própria felicidade”. Extraída do livro: RAZÃO E SENSIBILIDADE.
“Não se diga que o homem esquece mais rápido do que a mulher”. Extraída do livro: PERSUASÃO.
“Somos é certo, um milagre em todos os sentidos”. Extraída do livro: MANSFIELD PARK.
“Permita todo voo possível a sua imaginação”. Extraída do livro: ORGULHO E PRECONCEITO
 Contém:
6 modelos diferentes de cartões nas medidas 8,5x20cm, em papel couche fosco 300gr.
6 adesivos redondos para selar cada cartão. 
1 mini biografia da escritora Jane Austen. 
 Medidas da embalagem – 9,5/9,5/3,5

Enviam para todo o Brasil. Fiz uma simulação para entrega aqui em BH e ficou por:
  • PAC – R$ 9,80De 7 a 10 dias úteis, de acordo com a região
  • Sedex – R$ 20,10De 1 a 5 dias úteis, de acordo com a região de entrega.
  • Sedex 10 – R$ 29,96Até as 10h da manhã do dia útil seguinte ao da postagem.

Terças: Indicações de Livros – A Jane Austen Daydream

Scott Southard acaba de lançar seu livro: A Jane Austen Daydream, publicado pela Madison Street Publishing

Leia aqui uma sinopse do livro:

All her heroines find love in the end–but is there love waiting for Jane?

Jane Austen spends her days writing and matchmaking in the small countryside village of Steventon, until a ball at Godmersham Park propels her into a new world where she yearns for a romance of her own. But whether her heart will settle on a young lawyer, a clever Reverend, a wealthy childhood friend, or a mysterious stranger is anyone’s guess.

Written in the style of Jane herself, this novel ponders the question faced by many devoted readers over the years–did she ever find love? Weaving fact with fiction, it re-imagines her life, using her own stories to fill in the gaps left by history and showing that all of us–to a greater or lesser degree–are head over heels for Jane.

Conheça um pouco mais sobre o livro aqui.
Conheça aqui o blog de Scott.
O livro está à venda na Amazon, por 14,95 (impresso) e apenas 3,99 (ebook)!

Terças: Mini Entrevista com Ivo Barroso – tradutor do laçamento Sandition e The Watsons

Como não moro no Rio, não pude ir ao lançamento das “Obras Incabadas de Jane Austen” traduzida pelo Ivo Barroso! 😦
A Anna Katharine e Cláudia Luisa representaram a JASBRA muito bem! Veja que honra ter uma foto ao lado do Ivo e ainda autógrafo no livro! Não vejo a hora do meu chegar! 🙂 

Essa dedicatória é do livro da Anna Katharine (representante da JASBRA-RJ)
Eu pedi às meninas para tentar conversar um pouquinho com Ivo Barroso. 
Segue abaixo uma mini entrevista:

1) Como foi traduzir uma obra considerada inacabada? 
Foi uma experiência ótima, porque nada da Jane é inacabado. O primeiro capítulo, do baile, já é uma obra completa.
2) Este livro difere dos outros livros de Austen? Por exemplo, é um livro mais maduro ou segue mais ou menos a mesma linha dos outros? 

Sim, ele segue a mesma linha dos outros. Você vai encontrar um pouco de Emma e um pouco das outras obras nestas novelas inacabadas.

***

Cláudia Luisa e Ivo Barroso

Cláudia nos conta que, durante o bate-papo, ele disse, entre outras coisas, que quis encerrar a carreira de tradutor com um livro da Jane Austen por ela ser a maior escritora inglesa depois de Shakespeare. E não é só ele que diz isso, é também a opinião do crítico Harold Bloom em O cânone ocidental. Que o texto da Jane é muito difícil de traduzir devido ao seu estilo e ironia. Ele muitas vezes levou tempo para escolher a palavra exata, para poder captar o estilo da escritora e, também, a época de Jane Austen. Ele cuidava para não escolher palavras que não existiam na época de Jane. Ivo disse ainda que acredita que as novelas teriam sido iguais aos 6 livros finalizados pela autora, ou melhores talvez. Sanditon, por exemplo, tem uma concepção espetacular.

O livro encontra-se em promoção no site da Livraria da Travessa por R$ 39,90 com frete grátis para algumas cidades. 

Terças: Indicações de Livros – Spies and Prejudice

A Anna Katharine (JASBRA-RJ) outro dia me perguntou se eu conhecia esse livro:

Spies and Prejudice 



Obviamente, com tantos lançamentos de livros este ano, não é possível acompanhar esse fluxo de lançamentos! 
Resumo suscinto:
Orgulho e Preconceito encontra Veronica Mars nesse mix de romance e thriller de suspense, onde nada parece é o que parece ser. Continue lendo aqui.
O livro é em inglês, escrito por Talia Vance, está à venda na Amazon.

Terças: Indicações de livros – Trecho de Sandition em português brasileiro

A Márcia Belloube (JASBRA-SP) nos indica um trecho de Sandition traduzido por Ivo Barroso (fonte Folha de São Paulo), com super lançamento no próximo dia 25 de abril! Confira os detalhes aqui. Para quem ainda não conhece o poeta e tradutor Ivo Barroso, clique aqui e veja os diversos posts do blog.