Jane Austen em números

O post de hoje é da Moira Bianchi! Ela fez a tradução de uma artigo do Jornal The Guardian e nos presenteia com informações em português! Boa Leitura!

O post original de Moira pode ser lido aqui. A publicação original do The Guardian pode ser acessada aqui.


Olá,
de vez em quando alguém consegue organizar a vida da gente de maneira tão bacana que a gente pensa: como eu nunca consegui fazer isso antes?

O jornal ‘The Guardian’ organizou Austen em números – gente, que máximo!
É daquelas coisas tão bonitinhas e bem feitas que a gente tem que imprimir e laminar para carregar na carteira com os documentos.

Eu amei tudo.

Mas como está em inglês, tirei uns minutinhos e traduzi.
É TUDO OBRA DO GUARDIAN, eles têm todo o crédito! Aqui está o original que postei no Pinterest. As traduções são só uma brincadeirinha.

Divirtam-se!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não é o máximo!
The Guardian rocks!
Anúncios

Nova edição ilustrada de Mansfield Park

De acordo com o Jornal The Guardian, a Folio Society está realizando uma competição entre ilustradores para uma nova edição de Mansfield Park. No próximo dia 23 de fevereiro será anunciado o ilustrador vencedor! Confira aqui para ver todos os concorrentes e suas belíssimas ilustrações!

Nota de falecimento – morre David Selwyn – presidente da JASUK

No último dia 09 de abril, David Selwyn – presidente da Jane Austen Society UK, faleceu em decorrência de um ataque cardíaco. Para a maiores das pessoas, o nome de David não é conhecido. Mas para nós amantes da obra de Jane Austen, David não foi deixou um legado apenas como presidente da JASUK, ele também é reconhecido por ser referência em Jane Austen. A perda desse fantástico homem é irreparável! Lamentamos muito! Obrigada por seu fabuloso legado, David! 

David Selwyn é autor dos seguintes livros relacionados a Austen:

– Jane Austen and children – 39,95 dólares na Amazon.

– Jane Austen and Lyme Regis – 71,58 dólares na Amazon.


– Fugitive Pieces: Trifles Light as Air: The Poems of James Edward Austen-Leigh: Nephew and Biographer of Jane Austen – 5,55 libras na Abebooks

– The Poetry of Jane Austen and the Austen Family – a partir de 1,99 dólares na Amazon.

Fonte: The Guardian

Dez perguntas sobre Jane Austen

Em um artigo publicado no Jornal The Guardian, e a  amiga Valéria do Shoujo Café publicou um post a respeito. Como disse a Eveline Gomes, só de ler o post da Valéria já deu vontade de comprar o livro, que está à venda na Amazon.
Reproduzo abaixo o post da Valéria Fernandes.
_______________________
Tudo que você sempre quis saber sobre Jane Austen
Hoje me deparei com uma matéria do The Guardian chamada “Ten questions on Jane Austen” ou “Dez perguntas sobre Jane Austen”. Trata-se de mais que uma resenha, mas de um resumo muito interessante de dez das 20 perguntas que o autor John Mullan se propõe a responder em seu livro What Matters in Jane Austen?: Twenty Crucial Puzzles Solved (O que importa em Jane Austen: 20 Quebra-Cabeças Crucias Resolvidos). Fui até o Amazon e o resumo do livro é o seguinte:

Há algum sexo em Austen? Como os personagens se tratam e por que? Qual é a forma certa e errada de propor casamento? Quais personagens importantes de Auste nunca falam? Em What Matters in Austen, John Mullan mostra que você pode apreciar melhor o brilhantismo de Jane Austen prestando atenção às peculiaridades intrigantes e complexidades da sua ficção – perguntando e respondendo algumas perguntas muito específicas sobre o que acontece em seus romances, ele mostra a sua diabólica genialidade.

O legal é que o autor trabalha em cima do texto, das entrelinhas e sugestões que a autora faz para responder 20 questões curiosas. O The Guardian selecionou dez delas: Quem casou com um homem mais jovem?, Quem disse “Eu detesto dinheiro”?, Qual o nome de batismo da Sr.ª Bennet?, Por que o Sr. Perry está comprando uma carruagem?, Quem está vestindo luto?, Onde Wickham e Georgiana Darcy tiveram um encontro amoroso?, Quem casou por sexo?, Qual a ocupação do Capitão Benwick em Persuasão?, Quem teve a corte mais curta e bem sucedida?, Qual romance tem seu enredo dependente do clima?
 
 

A matéria do The Guardian é longa, eu queria ter tempo e paciência para traduzir tudo, mas já incluí o livro de John Mullan na minha lista futura de compras (*deixa o dólar cair*). É fantástico perceber só pela leitura do artigo do jornal o quanto Austen fala sobre sexo, por exemplo, mar (*Ramsgate é onde Wikham tenta seduzir Georgiana*) conjura perigos (*Austen perdeu um irmão no mar*) e o abandono aos prazeres sexuais. Isso pode ser par ao mal, como no caso da irmã de Darcy, salva na última hora, ou para o bem, como no caso de Emma, que nunca tinha visto o mar e vai passar sua lua de mel no litoral. Há também toda a discussão sobre casar por sexo, sugerida nas entrelinhas. Quem casou por sexo? Sr. Bennet, claro, e paga caro por isso, mas, também, Robert Ferrars e Sr. Palmer (Razão e Sensibilidade), além de Sr. Elton que é descrito como “um homem jovem vivendo sozinho e não gostando disso”. Segundo o artigo, tal colocação já conjurava vários sentidos perfeitamente compreensíveis pelos leitores, especialmente os homens solteiros. Mas Austen deixava a dica: todas as suas personagens que casam por sexo e são mostradas na maturidade, carregam uma cota de amargura e arrependimento, só que casamento é para toda a vida…
Há outros aspectos interessantes do artigo, como apontar que o clima é fundamental à trama de Emma ou que em Northanger Abbey todos parecem ter pressa. Quem casa com um homem mais jovem é Charlotte Lucas, que desesperada aos 27 anos, agarra o Sr. Collins. A questão do primeiro nome é particularmente deliciosa, pois pela reação das personagens de Austen, era mostra de excesso de intimidade e de falta de educação. Mr. Elton trata a esposa por seu nome, “Augusta”, e isso o torna motivo de riso e reprovação silenciosa, porque tudo é feito com falsa naturalidade. Já o Almirante Croft, em Persuasão, chama excepcionalmente a esposa pelo nome (*Sophy*), mas o faz de forma tão sincera e amorosa que causa invela “boa” nas mulheres ao redor. E, claro, a pobre Elinor acredita que Willoughby e Marianne estão noivos, porque o ouve chamando sua irmã pelo nome de batismo. Nós nunca saberemos, por exemplo, o nome da Sr.ª Bennet…

Enfim, poucas vezes um artigo me vendeu tão bem um livro. Se a versão digital estivesse disponível (*o amazona UK, só vende versão Kindle para o Reino Unido*), eu iria pedir o livro imediatamente, mas tudo ao seu tempo. Quem souber inglês, não deixe de ler o artigo que é muito, muito bom, e vai encantar todas as fãs de Austen.

 

Manuscritos de ‘The Watsons’ à venda

Um manuscrito raro da obra inacabada ‘The Watsons’ será leiloado na Sotherby em Londres! O valor estimado é de 200.000 a 300.000 libras e será leiloado no dia 14 de julho de 2011!
A cópia acima pode ser vista na The Morgan Library
Jane começou a escrever ‘The Watsons’ por volta de 1803, enquanto morava em Bath.

Maiore detalhes (em inglês):
The Guardian
Austen Prose
Jane Austen in Vermont