Novas Versões em Português

Agora há pouco tive uma surpresa agradável ao receber a notícia de minha amiga Lilia dos Anjos de que a Editora Landmark está a todo vapor para publicar os outros livros de Jane Austen em português do Brasil. E pensar que tudo isso começou porque comentei com Lilia sobre uma edição de um livros das irmãs Bronte da editora Wordsworth e ela acabou encontrando uma edição bilíngue da editora Landmark.
Agradeço muito pela dica Lilia! De modo que este post é mais teu do que meu!!
Voltando ao que realmente interessa! As novas edições!

Recentemente a Editora Landmark publicou edições bilíngues de Orgulho e Preconceito e Persuasão.


FUTUROS LANÇAMENTOS
Na página da editora já estão disponíveis as capas e resumos dos novos livros traduzidos. No entanto, não há indicação de quem fez a tradução nem cita quando será o lançamento.

A Abadia de Northanger

Resumo da Editora Landmark:

“A ABADIA DE NORTHANGER” acompanha a trajetória de Catherine Morland, sua família e amigos, quando de sua visita ao balneário de Bath, na Inglaterra, local sempre freqüentado por Austen e sua própria família. Em sua estadia, Catherine passa seus dias visitando seus mais novos amigos e freqüentando bailes na cidade e acaba por se envolver com dois jovens da cidade, John Thorpe e Henry Tillney que a envolve com seu conhecimento de literatura e história. O pai de Henry, general Tillney, a convida para visitar uma de suas propriedades, a Abadia de Northanger. Catherine que na história está lendo o romance gótico, “Os Mistérios de Udolpho”, de Ann Radcliffe, fica fascinada com a perspectiva de ingressar em um ambiente antigo, fantástico e sombrio. A Abadia de Northanger representa toda a capacidade de Jane Austen em se fazer a critica social de seu tempo, bem como a de realizar a análise moral de seus personagens. Com o seu costumeiro e agradável senso de humor, a autora critica os romances góticos e seus excessos que tangenciam o ridículo, e introduz sua história em um cenário cotidiano e plausível.

O Parque de Mansfield

Resumo da Editora Landmark:

Por mais de dois séculos o livro tem dividido os leitores: por um lado, “O PARQUE DE MANSFIELD” é o trabalho mais autobiográfico de Austen, refletindo o mundo de pretendentes religiosos e proprietários de terra, das caçadoras de maridos, dos esnobes e dos tolos do interior – no qual a escritora viveu e procurou o amor – o texto parece entrar em choque com a costumeira descrição das heroínas criadas por Austen, uma vez que a personagem de Fanny Price, que no romance é surpreendentemente contida e passiva, tem aturdido por décadas os críticos literários e os fãs de Austen. As questões sociais também são amplamente discutidas em “O PARQUE DE MANSFIELD”: sugere-se pela crítica especializada que o título se refere ao julgamento de Mansfield, a decisão inglesa legal e histórica tomada pelo chefe da Justiça Lorde Mansfield, segundo a qual foram estabelecidos os primeiros limites quando à escravidão na Inglaterra. No romance, Fanny surpreende sua família adotiva, os Bertrams, ao levantar a questão sobre o envolvimento deles com a escravidão. As cartas de Jane Austen escritas na época nos informam de que ela tinha se apaixonado por Thomas Clarkson, o abolicionista mais popular da época, o que justificaria o envolvimento da autora com estas questões sociais. Austen, como os seus personagens, cresceu em uma zona rural na Inglaterra entre a classe abastada e religiosos cujos hábitos e negócios ela observava com perfeição e, às vezes, com uma honestidade brutal e reveladora. A sua memorável linguagem, a sua sagacidade satírica, o seu delicado senso de humor e as suas complexas caracterizações de luta moral no coração das famílias, além das alianças românticas, contribuem para o estilo de Austen, que não envelhece, e o resistente microcosmo da natureza humana que ela aborda. O tema que mais prevalece na obra de Austen permanece relevante na nossa época: a necessidade de homens e mulheres de encontrarem a sua identidade e de fazerem as suas próprias escolhas – ainda que a sociedade, por sua natureza, tente fazer deles seres dependentes, sem força e preconceituosos.

***

Nota: Só não agradei do título acima ser: O parque de Mansfield!! 🙂

Como Mansfield park é uma designação para toda a propriedade dos Bertram, acho que não foi apropriado chamar de parque (pois em inglês o significado destes nomes de propriedades é diferente). Dá a impressão que o livro fala de um belo parque.

Anúncios

33 thoughts on “Novas Versões em Português

  1. Raquel BRZ 05/02/2009 / 9:33 PM

    Que ótima noticia, embora eu já tenha ouvido algumas criticas às traduções da Landmark fico mto feliz com a iniciativa da editora de publicarem esses livros tão aguardados por mta gente, inclusive eu.

    Gostar

  2. Adriana Zardini 05/02/2009 / 9:37 PM

    Raquelzinha sumidona!!eu não quiz comentar sobre isso por não ter embassamento sobre a questão. Mas apoio o que você disse: ótima iniciativa da editora!

    Gostar

  3. André 05/02/2009 / 10:03 PM

    Que não me venham com a tradução de um certo Fabio Cyrino, hehe.Mas é muito bom ter ambos livros em português.Abraços

    Gostar

  4. Lília dos Anjos 05/02/2009 / 10:07 PM

    Adri…Olhei minha conta e continuo acomoanhando sim… não sei porque não estou na lista…Daí eu cadastrei sem querer o meu email que não tem blog… bobagem minha, está até aparecendo minha foto, mas se eu puder vou tirar email, pois quero acompanhar com o que eu estava já…não sei porque não apareço com a conta de antes 😥

    Gostar

  5. Adriana Zardini 05/02/2009 / 10:26 PM

    André! Muitíssimo obrigada por sua visita! Seu blog está delicioso!! ADorei!!!SEja bem vindo!!

    Gostar

  6. Lília dos Anjos 05/02/2009 / 10:42 PM

    Já sei o que é… eu continuo… hehehe, mas é que no espaço de ‘acompanhar’ estão os 18 últimos que entraram… ou seja, é sucesso que você está fazendo… daí eu suimi. Quando você clica em vissualizar todos, aí eu apareço… 😉

    Gostar

  7. denise bottmann 05/02/2009 / 11:27 PM

    prezada adriana, parabéns pelo blog. mas é uma tristeza que seja a landmark a lançar essas obras. em vista dos lamentáveis exemplos que o sr. fábio cyrino tem dado, com o recurso a plágios descarados em persuasão e o morro dos ventos uivantes, realmente fico com o pé atrás em relação a qualquer coisa proveniente da landmark… não dá para compactuar com esse tipo de coisa.vamos torcer para que as coisas melhorem!se lhe interessar, veja:http://naogostodeplagio.blogspot.com/search/label/landmarkabraçodenise bottmann

    Gostar

  8. Adriana Zardini 05/02/2009 / 11:33 PM

    Prezada Denise,eu não mencionei as discussões sobre os possíveis plágios pois eu não tenho os exemplares em mãos para fazer uma comparação. Eu tenho muita fé que as coisas mudem, afinal de contas precisamos sim de novas edições dos livros de Jane Austen em língua portuguesa.Sobre os seus posts, eu não havia lido sobre a questão de Persuasão, parabéns pela pesquisa e dedicação!Volte sempre!

    Gostar

  9. Adriana Zardini 05/02/2009 / 11:33 PM

    Prezada Denise,eu não mencionei as discussões sobre os possíveis plágios pois eu não tenho os exemplares em mãos para fazer uma comparação. Eu tenho muita fé que as coisas mudem, afinal de contas precisamos sim de novas edições dos livros de Jane Austen em língua portuguesa.Sobre os seus posts, eu não havia lido sobre a questão de Persuasão, parabéns pela pesquisa e dedicação!Volte sempre!

    Gostar

  10. Adriana Zardini 05/02/2009 / 11:46 PM

    Eu gostaria de reafirmar aqui que não sou à favor de plágio, mesmo porque eu também escrevo (artigos). Agradeço a contribuição de Denise Bottmann! Inclusive já solicitei uma cópia de avaliação para a Editora Landmark e assim eu mesma verificar e comparar as traduções.Não posso, baseada nas afirmações de outros (por mais dignos e sérios que sejam) assinar embaixo sobre uma questão que não tenho profundo conhecimento. O blog é um arquivo público dos meus pensamentos e opiniões e consequentemente sou responsável pelo que escrevo aqui. Desta maneira, não posso acusar sem embasamento ou vivência pessoal do fato.

    Gostar

  11. Adriana Zardini 05/02/2009 / 11:54 PM

    Interessante inciar essa conversa aqui nos recados, mas vá lá… espero que muitos leiam! É necessário levantar questões como esta para que os brasileiros sejam leitores críticos e além disso, possam escolher conscientemente os livros para comprar.

    Gostar

  12. Dani 06/02/2009 / 9:27 AM

    Adrí, ótima notícia!!! Obrigada pela informação!!! Bjs

    Gostar

  13. Cookie & Cake 06/02/2009 / 9:38 AM

    Gostei da capa de Abadia, mas a de Mansfield está tão sem graça quanto a de Persuasão (não fui com a cara dessas flores :P)A tradução de O&P não estava ótima, mas foi compensada porque tinha o texto em inglês (e era o que eu procurava)

    Gostar

  14. lucampelo2003 06/02/2009 / 10:26 AM

    Faço minha as palavras da Raquel:“fico mto feliz com a iniciativa da editora de publicarem esses livros tão aguardados por mta gente, inclusive eu.”Realmente Adri uma ótima iniciativa da editora!Também concordo que Mansfield Park deveria ficar com o título original. bjão!!

    Gostar

  15. karlinha 06/02/2009 / 12:48 PM

    PESSOAL o importante é que a Jane está sendo reconhecida! e sobre os plagios e tal. Bom o que fazer é esperar ….! Amei os livros e bom eu também não gsotei das flores de persuasão e nem do nome park mansfield!? oxe????? Adriana tú estás de parabéns minha amiga!

    Gostar

  16. Elaine 06/02/2009 / 3:23 PM

    Bom saber que esses livros já estão quase saindo do forno. A propósito, gostei da capa de NA! :o)

    Gostar

  17. M. 06/02/2009 / 7:10 PM

    As traduções da Landmark são péssimas!!¬¬

    Gostar

  18. Adriana Zardini 06/02/2009 / 7:16 PM

    M. e demais leitores, eu já recebi um retorno da Landmark sobre o meu pedido de cópia de avaliação. A editora me respondeu que enviará uma cópia. Agora é ler para comparar.

    Gostar

  19. Lília dos Anjos 06/02/2009 / 8:14 PM

    Pessoal…Vamos esperar para ver… não dá para julgar a Landmark… Que provas temos do que ela faz ou deixa de fazer né??? 😉Aliás, os livros nem foram lançados ainda… vamos esperar… acho que com as capas divulgadas, creio que mês que vem tem livro na área… 😉

    Gostar

  20. Adriana Zardini 06/02/2009 / 8:21 PM

    Lilia, só quero que esta espera não seja longa… agora fiquei curiosa para ler as traduções.

    Gostar

  21. Raquel BRZ 10/02/2009 / 5:22 PM

    Na minha humilde opinião, creio que é melhor ter uma edição razoável que ter nenhuma, principalmente pra quem não é capaz de ler em inglês como eu.Com relação ao plágios isso é tão comum atualmente,não estou defendendo, mas percebo q o plágio virou uma espécie de Arte do momento e que o número de praticantes é crescente minuto a minuto, na Blogosfera então nem se fala….

    Gostar

  22. Adriana Zardini 10/02/2009 / 5:35 PM

    Raquel, parece que a questão do plágio está centrada no livro Persuasão. Ainda não analisaram o ORgulho e Preconceito e os outros livros da editora para um parecer mais generalizado. O jeito é contar com a boa vontade de quem lê e pode comparar com outras versões em português para nos alertar sobre possíveis plágios ou afirmar que se trata de uma tradução adequada de um tradutor real.

    Gostar

  23. Adriana Zardini 10/02/2009 / 5:35 PM

    Raquel, parece que a questão do plágio está centrada no livro Persuasão. Ainda não analisaram o ORgulho e Preconceito e os outros livros da editora para um parecer mais generalizado. O jeito é contar com a boa vontade de quem lê e pode comparar com outras versões em português para nos alertar sobre possíveis plágios ou afirmar que se trata de uma tradução adequada de um tradutor real.

    Gostar

  24. Mariana 11/02/2009 / 6:05 PM

    Que notícia maravilhosa!!! Nem posso acreditar que em pouco tempo eu vou poder ter esses dois livros em PORTUGUÊS (ou melhor em português e em inglês no mesmo livro) em mãos!! Obrigada meesmo por nos manter informados!

    Gostar

  25. Lívia Laclou 15/02/2009 / 10:07 PM

    Que legal esses lançamentos!Já tenho opções para presentes agora! rsrsrsA única desvantagem vai ser minha tentação em ler esses livros em português mesmo, ao invés de inglês. rs

    Gostar

  26. Lívia Laclou 15/02/2009 / 10:10 PM

    Adorei a notícia! Agora terei mais opções de presentes de aniversário! ^^A única desvantagem será minha tentação em lê-los em português mesmo ao invés de inglês, rsrs.

    Gostar

  27. Fernanda 08/05/2009 / 3:42 PM

    Nossa que legall!! aeau sou do Rj e goistaria de saber em que livraria posso encontrar esses livros, pois em todas q eu vou só consigo encontrar “Persuasão”, “O&P e “Emma”. Eu gostaria muito de ler os outros livros da Jane Austen, mas infelizmente não encontro. Ficaria agradecida se alguém me ajudase.

    Gostar

  28. Adriana Zardini 10/05/2009 / 2:15 PM

    Fernanda, essas novas traduções ainda não foram publicadas. Abadia de Northanger deve sair agora em maio, e Mansfield Park em agosto.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s