50 Tons do Sr. Darcy – Lançamento em Português

A dica deste post foi a amiga Angela Melendez quem enviou! 🙂

A Editora Bertram acaba de lançar o livro/paródia do 50 Tons de Cinza: 50 tons do Sr. Darcy, escrito por Emma Thomas e traduzido por Natalie Gerhardt.

Apesar de já ter conhecimento do lançamento deste livro em inglês, não imaginava que alguma editora brasileira fosse tão ágil para providenciar a tradução…

O livro tem 304 páginas e está em promoção na Livraria Saraiva por 21,90 reais.
Veja a sinopse ofereciada pela Saraiva:

Imagine Elizabeth Bennet e o sr. Fitzwilliam Darcy, protagonistas de Orgulho e preconceito, deixando de lado a moral e o recato e dando vazão a seus desejos mais ocultos de forma mais pervertida que Christian Grey e Anastasia Steele, personagens de Cinquenta tons de cinza. O resultado: “Cinquenta tons do sr. Darcy”, a incrível e hilária paródia escrita por um famoso inglês sob o pseudônimo de Emma Thomas.

É interessante notar como a autora aliou duas linguagens tão distintas: uma clássica e recatada e outra moderna e coloquial. Além disso, é notório que Thomas estudou minuciosamente os dois romances, mesclando as melhores passagens e situações das histórias. Contudo, obviamente, a ironia é a principal característica de Cinquenta tons do sr. Darcy:

“Se pudesse lhe mostrar (…) como uma partida de gamão poderia se equiparar à excitação de grampos de mamilos e como adornar um chapéu poderia proporcionar tanto prazer aos sentidos quanto a inserção de um plugue anal extragrande.”

Leitura obrigatória para aqueles que amaram o livro de Jane Austen e/ou o de E L James. No fim, uma certeza: todos vão querer ler outros romances clássicos também em versões apimentadas.

Trecho do livro publicação pelo Lendo nas Entrelinhas:

“- Pois saiba que o senhor é um personagem maldesenvolvido e unidimensional! – reagiu Elizabeth. – Cinquenta tons? Está mais para dois: “desesperado por sexo” e “mal-humorado”.
A raiva a tornou verbosa, e ela continuou:
– Quem, eu lhe pergunto, quem, com 27 anos, controla uma companhia global multimilionária apenas atendendo ao telefone ocasionalmente e dizendo “Fale com Peters” e “Pegue isso lá na terça-feira”? O que o senhor faz na prática? Além disso, que heterossexual tem músicas de Nelly Furtado no iPod, para não mencionar o fato de achá-las uma trilha sonora adequada para uma sessão de sexo sadomasoquista?
– Srta. Bennet, – interrompeu o sr. Darcy com voz fria – creio que esteja discutindo o livro errado.
Elizabeth se deteve.
– O senhor está certo, sr. Darcy – respondeu ela com seriedade. – Nesse ponto, rogo-lhe que me perdoe. É bastante confuso estar em uma mistura de dois romances tão diferentes.”
 

Leia aqui a avaliação do livro pelo Blog Lendo nas Entrelinhas.

Para quem gosta de cerveja e Jane Austen

Encontrei esse vídeo promocional da Heineken, trata-se de uma paródia de Orgulho e Preconceito. Como usam o santo nome dos nossos queridos personagens em vão! (risos)

Ashes to Austen

Para terminar o feriadão prolongado, nada melhor do que dar boas risadas, não é mesmo?

Eu descobri este vídeo há algum tempo, mas só hoje me lembrei de que não havia publicado aqui no blog. ‘Ashes to Austen’ faz parte de uma série de vídeos, onde o detetive Gene Hunt persegue a carruagem do Mr. Darcy e Elizabeth Bennet. Porém, a perseguição se dá em um carro vemelho e o detetivo destoa totalmente do período regencial. Se diz um homem do futuro e não tem modos. 🙂
Pobre Mr. Darcy que o convida para um duelo…
Veja também o vídeo Ashes to Robin Hood.

Plots and Proposals – uma paródia de Orgulho e Preconceito

Encontrei este vídeo hoje no Youtube, chama-se Plots and Proposals – a parody of Pride and Prejudice. É um filme curtinho e não encontrei muitas informações sobre ele, só que é uma paródia de 2000 sobre as propostas de casamento das séries e filmes de época. O vídeo tem algumas falas muito engraçadas e conta com a participação de Alan Rickman (Coronel Brandon – Razão e Sensibilidade 1995), Imelda Stauton (Charlotte Palmer – Razão e Sensibilidade 1995) e Bill Paterson (Mr. Gibson – Wives and Daughters 1999).

Parar rir:

* Fala de  duas personagens:
“Por que você disse isso?
Eu não sei… é uma adaptação de época muito engraçada.”

* No meio do vídeo, é solicitado que o telespectador deposite 27 pounds e 50 cents para continuar a assistir ao vídeo! hahahaha

* A cena mais non sense é a do Alan Rickman lendo cartas em meio à uma guerra! 🙂

Clube de luta de Jane Austen

Encontrei este vídeo muito engraçado chamado Jane Austen Fight Club (Clube de luta de Jane Austen) onde Fanny Price, Lizzy Bennet, Emma, Marianne e Elinor Dashwood acabam resolvendo tudo com tapas e socos. Trata-se de um vídeo fake com o objetivo de divertir os fãs de Austen, com o slogan: We were no longer “good society” . . .
Gostei muito de Fanny tomando a iniciativa no vídeo! 🙂 Senti falta de Anne Elliot e Catharine Morlland!

Cãezinhos e Jane Austen

Acabo de descobri um vídeo muito engraçado fazendo paródia dos títulos dos livros de Austen. O título do vídeo é: Who’s Your Dachshund? (Quem é seu Bassê?). Trata-se de uma competição de mash ups. Autoria de Kimberly Walsh.
Os cachorrinhos presentes no vídeo são muito bonzinhos e fazem ‘caras e bocas’ diante das câmeras! Sem contar que as cenas estão cheias de citações de Austen!

Com vocês:
Pride and Prejudice and Puppies (Orgulho, Preconceito e Filhotinhos)
Scents and Sensibility (Cheiros e Sensibilidade)
Pawsuasion (Patasuarsão) – esse é hilário… porque o cachorrinho finge que é o Capitão Wentworth!
Emma
Northanger Labby
Dogsfield Park (O Parque do Campo dos Cachorros)

*****
E por falar em vídeo, não percam, na próxima sexta, a segunda parte da minha entrevista para a Globo News. O horário de exibição será 21:30.