La Collezionista di Dettagli

Como se descobrir um blog em italiano já não fosse o bastante, acabei descobri outro: La Collezionista di Dettagli!

Parar ler o blog em português, traduzido pela ferramenta do google, clique aqui.

Anúncios

Old Friends New Fancies

Eu descobri este blog por indicação da Lucienne Soares (JASBRA-RJ)! É um blog italiano recheado de informações sobre Austen! Vale à pena conferir! Clique aqui para fazer uma visita. Se tiver dificuldades para entender a língua italiana, use a ferramenta de tradução da google e leia o blog em português. Não é a melhor coisa a se fazer, mas quebra um galho.

Everything Austen Daily – Lançamento

Minha amiga Maria Grazia lá da Itália, acabou de lançar um jornal com notícias sobre Austen de todas as partes do glob:  The Everything Austen Daily.  Vale à pena conferir!
 
A ideia do site Paper.li é transformar em notícias todos os posts (selecionados) do Facebook e Twitter. Assim, a ideia de Maria foi apenas agrupar em um único jornal as notícias relativas à Austen em língua inglesa!

Bravo caríssima! Buona idea! Buona fortuna per te!

O clube de Leitura de Jane Austen – Blog em português

Hoje pela manhã tive uma grata surpresa ao visualizar o perfil de uma das mais recentes seguidoras do blog da JASBRA! Sueli Colbert, é designer, mora em São Paulo e decidiu criar um clube de leitura de Jane Austen entre suas parentes e amigas. O resultado disso é o blog O Clube de Leitura de Jane Austen! Um blog com um lindo template, criado por Sueli!

Veja como o clube de leitura foi fundado: 
” ‘O Clube de Leitura de Jane Austen’…demorou algum tempo até a idéia tomar forma. Eu e minhas irmãs, Sandra e Sonia, adoramos Filmes, herdamos esta paixão do meu Pai, Wanderley, com ele, aprendemos a amar o cinema, os filmes, os atores/atrizes. E, nestas idas e vindas, chegamos aos filmes como “Razão e Sensibilidade”, Orgulho e Preconceito” , “Emma” e “Persuasão”, por fim, um belo dia assistimos o filme “O Clube de Leitura de Jane Austen” e todas adoramos o filme…como gostamos de ler também, começou neste momento minha vontade de criar o Clube, conversei com minhas irmãs e com minhas cunhadas, amigas e assim, foi tomando forma. Até que um dia criei o convite e enviei. Deu certo, somos em 6 por enquanto, mas está valendo a pena.”
A blogueira também criou outros dois blogs sobre Austen: Jane Austen Memories (verão em inglês) e o Memorial Jane Austen (versão em português do mesmo blog).

Sueli criou um selo comemorativo dos 200 anos de Razão e Sensibilidade. Vejam que lindo!

Sueli e demais Janeites paulistanas, nós da JASBRA desejamos a vocês frutíferos encontros e muito sucesso com o blog!

Dicas para conservar seus livros!

Olá a todos! Aqui é a Priscila Murlik!
Nós, amantes de livros, sempre tentamos conservá-los e mantê-los arrumadinhos né? Afinal, pra alguns, são praticamente da família. 🙂
Foto retirada do blog Jane Austen Portugal http://janeaustenpt.blogs.sapo.pt/
Mas então, no blog Livros e Afins o Alessandro Martins nos mostrou 21 dicas para conservarmos nossos livros e biblioteca!
 Segue abaixo as 21 dicas:
1. Grandes quantidades de livros são pesadas. Dê atenção a espessura das prateleiras;
2. O livro deve ser constantemente manuseado. O virar das páginas oxigena o material, impede a acumulação de microrganismos que atacam o papel e colabora para que as folhas não fiquem ressecadas e quebradiças;
3. Folheie rapidamente, mas cuidadosamente, o livro sempre que for colocá-lo de volta na prateleira. Isso vai arejá-lo;
4. Não guarde os livros acondicionados em sacos plásticos, pois isto impede a respiração adequada do papel;
5. Evite encapar os livros com papel pardo ou similar. Essa aparente proteção contra a poeira causa, na realidade, mais dano do que benefício ao volume em médio e curto prazo. O papel tipo pardo, de natureza ácida, transmite seu teor ácido para os materiais que estiver envolvendo (migração ácida);
6. Faça uma vistoria anual. Retire todos os livros, limpe-os com um pano seco. Limpe a estante com um pano úmido. Evite passar produtos fortes do tipo lustra-móveis, já que seus resíduos podem infiltrar no papel;
7. Deixe sempre um espaço entre estantes e parede. A parede pode transmitir umidade aos livros. E, com a umidade, surgem os fungos;
8. Armários e estantes devem ser arejados. Estantes fechadas devem ser periodicamente abertas;
9. Estantes de metal são preferíveis do ponto de vista da conservação dos livros;
10. Não use clipes como marcadores de páginas. O processo de oxidação do metal mancha e estraga o papel;
11. Em estantes de madeira, pense em revestir as prateleiras com vidro. Não use tintas a base de óleo;
12. Bibliotecas devem ser freqüentadas. Nem pense em porões. Baixa freqüência de pessoas aumenta a insidência de insetos. Considere um tratamento anual contra traças;
13. Não guarde livros inclinados. Aparadores podem mantê-los retos;
14. Encadernações de papel e tecido não devem ser guardadas em contato direto com as de couro;
15. Na prateleira, os livros devem ficar folgados. Sendo fáceis de serem retirados, duram mais. Comprimidos nas prateleiras, induzem a sua retirada de maneira incorreta, o que danifica as lombadas e fatalmente leva ao dano da encadernação. Livros apertados também favorecem o aparecimento de cupins;
16. Quando tirar um livro da prateleira, não o puxe pela parte superior da lombada, pois isso danifica a encadernação. O certo é empurrar os volumes dos dois lados e puxar o volume desejado pelo meio da lombada;
17. A melhor posição para um livro é vertical. Livros maiores devem ter prateleiras que permitam isso. Em último caso deixe-os horizontalmente, tomando-se o cuidado de não sobrepor mais de 3 volumes;
18. Luz do sol direta nem pensar. O sol desbota e entorta as capas;
19. Se for um livro antigo ou de algum outro valor ou de maior sensibilidade, lave as mãos antes de folheá-lo, já que mãos engorduradas contribuem para a aceleração da decomposição do papel. Evite umedecer as pontas dos dedos com saliva para virar as páginas do livro;
20. Ao ler um livro, evite abri-lo totalmente, como por exemplo, em cima de uma mesa. Isto pode comprometer a estrutura de sua encardenação;
21. Não utilizar fitas adesivas tipo durex e fitas crepes, cola branca (PVA) para evitar a perda de um fragmento de um volume em degradação. Esses materiais possuem alta acidez, provocam manchas irreversíveis onde aplicado.

Esperam que tenham gostado!

Abraços,

My Jane Austen Book Club

Eu conheço a Maria Grazia há mais de um ano, mas acabei descobrindo que nunca indiquei seu blog sobre Jane Austen aqui no blog da JASBRA! Mi dispiace Maria!
Maria é uma professora de Inglês que mora em uma cidadezinha há 50 minutos de Roma. Isso mesmo! Maria é italiana! Como estou cada vez mais, estreitando os laços com a Itália (minha cidadania está para sair), acaba que por coincidência ou não, estou conhecendo cada vez mais fãs de Jane Austen na Itália.
Bem, vamos ao que interessa! O blog de Maria se chama My Jane Austen Book Club, está escrito em inglês! Acesse aqui o blog My Jane Austen Club.

O oponente: amor e posse em Jane Austen

Ontem eu descobri um blog interessantíssimo que vale à pena indicar: Na linha, escrito por Márcia Caetano. Como a própria Márcia disse, é um blog para quem gosta de literatura, cinema e música.
Márcia faz uma análise sobre amor e posse na obra de Austen. Segundo Márcia, sua intenção é falar:

“Não apenas o rival amoroso, mas aquele que precisa (?) ser mais: o inimigo da própria alma, aquele que costuma dar pimenta à história, render páginas e páginas a mais e tirar o sono do protagonista mais sóbrio, em suma, o canalha necessário.São aqueles que aparecem sutilmente quando o livro está andando, quase que imperceptivelmente e tomam conta da trama. São os excelentes e bem elaborados oponentes de Jane Austen. Sem eles, muitos livros da autora – senão todos – correriam o risco de ficar em um embate entre os sexos.”

Abaixo os posts escritos por Márcia. Clique em cada um dos links abaixo, pois eu só apresento um parágrafo resumindo de cada post.
William Elliot (Tobias Menzes) X Capitão Wentworth (Rupert Penry-Jones)

“A entrada estratégica e fundamental de William Elliot na história irá marcar uma reviravolta, não apenas no jeito que Wentworth age em relação à Anne, mas também como ela própria passa a mostrar um caráter mais decidido, afinal, ela está “insuflada” não apenas pelo vento, mas pela admiração deste que se julga ser um cavalheiro qualquer.”

“Em resumo, a função de William Elliot em Persuasão é bem clara: aproximar velozmente Anne de Frederick. Este, ao vê-la praticamente perdida nos braços do primo, revive todo o amor do passado. Ela, ao receber uma atenção especial do primo e voltar a ter diante de si uma perspectiva que tinha abandonado há muito tempo: a de se casar e de se tornar legítima herdeira da mãe, adquire a auto-confiança e o brilho necessários para a reconquista do seu Wentworth. O interessante é toda a construção de William como um jovem sensato, um cavalheiro, excelente sobrinho e pessoa de bom senso (já que corteja Anne e não Elizabeth) é virada do avesso, como acontece com vários oponentes de Jane Austen.” 

Wickham (Ruppert Friend)

“A função deste oponente é também aproximar os protagonistas, porém não se colocando como possível par amoroso (como é o caso de William Elliot), mas evidenciando os erros de juízo do casal. Lizzy percebe que se deixou levar durante muito tempo pelas aparências, favorecendo em seu julgamento aquele que acreditava a ser o menos afortunado, o mais franco, cavalheiro e doce dos dois; e Darcy percebe que julgava poder tê-la só para si, isolada da sociedade e da família de onde vinha, trazendo apenas seus dotes genéticos à linhagem dos Darcy.”

Willoughby (Greg Wise) e Marianne Dashwood (Kate Winslet)

“A questão que fica é: por que Jane Austen fez desse personagem tão maravilhoso um oponente, enquanto o Coronel Brandon é – assim como Elinor – alguém que age subliminarmente, nas sombras, em suma, tão apagado, comparado com o brilhante John Willoughby? Por que justamente Marianne foi a escolhida para se casar com o homem mais sensato de toda a história?”

Elinor Dashwood (Emma Thompson) e Lucy Steele (Imogen Stubbs)
“Comparativamente aos outros oponentes citados nessa série, Lucy Steele parece ter menos influência sobre Elinor e Edward Ferrars do que aquela que ocorre com outros protagonistas. Levada por estas impressões, confesso que fiquei refletindo se estaria certo incluí-la entre a lista dos oponentes, uma vez que está claro que estas figuras surgem nos romances de Austen com a função de formar tramas paralelas ou contrárias à narrativa principal. (…) Tendo em vista o exposto, revi o seu caso e percebi o quanto eu estava errada e que, sem sombra de dúvida, deveria incluir Lucy Steele na lista dos oponentes de Austen. Pelas seguintes razões: ao surgir na trama e perceber que Elinor é querida por Edward, Lucy, em sua própria defesa, adota uma estratégia de guerra que envolve uma série de passos que irão desestabilizar tanto Elinor quanto Edward – que inclusive adia a visita à família das Dashwood com receio de se expor. Além disso, Lucy vai praticamente testar TODO o bom-senso e (até) sangue-frio de Elinor, que precisa mostrar uma coisa que não sente, participar como confidente de uma história que desejaria não conhecer e oferecer um exemplo de auto-controle à Marianne – afinal, ALGUÉM tem que fazer isso! Sem comentar o desenlace final, em que Lucy, persistente na sua ambição de subir nos degraus da escala social, dá um golpe fatal e muda de foco na família Ferrars. É preciso admitir que a moça é coerente e persistente com suas metas, do início ao fim (ao contrário de Willoughby, por exemplo, que acaba se envolvendo de fato com Marianne).”
Os posts de Márcia nos deixam com água na boca e gostinho de quero mais! Por favor, Márcia, escreva mais sobre Austen!

Jane Austen na Itália

Em maio passado eu conheci o Il Club de “Sofà and Carpet” di Jane Austen, um blog escrito em italiano Chiara Marcatilli. As italianas Chiara Maracatilli  e Claudia Roversi constatemente trocam e-mails comigo e às vezes conversamos via chat também. As duas estão super animadas com o crescimento do grupo, que inicialmente se encontrava na casa de algumas elas sentadas em um sofá ou um deitadas em um carpete para discutir os livros de Austen e também para assistir às séries e filmes baseados nos livros.
De 24 a 26 de setembro o grupo italiano fará o segundo encontro oficial, na cidade costeira de Riccione, Itália.
“If youʼve lost your Austen, come and find her in Riccione”: Celebration Jane

Meeting di Letteratura sulla Spiaggia per tutte le amanti di Jane Austen che vorranno finalmente conoscersi e incontrarsi per scambiarsi la ‘propria Austen’ durante un week end tipicamente austeniano che riunirà davvero tutte le fan di questo genere e di questa incredibile scrittrice !


O grupo também possui uma página no facebook.

Para falar mais sobre Jane Austen na Itália precisarei da ajuda de Chiara e Claudia, eu só conheço alguns livros publicados em italiano e só tenho Mansfield Park em italiano. Futuramente escreverei mais posts sobre os livros em italiano, ok?

Austenesque Reviews

Hoje farei uma dica de um blog muito interessante chamado Austenesque Reviews. Além de falar das obras de Austen, a autora Meredith Esparza escreve resenhas sobre livros baseados nas obras de Jane, como continuações dos livros, mash ups, etc.
O último post fala sobre uma guia (já na segunda parte) que leva o título de A Comprehensive Guide to Austenesque Novels. Dá para ficarmos perdidos com tantos lançamentos baseados na obra de Jane Austen e que sequer sabemos da existência deles.