205 anos da morte de Jane Austen

Nesta segunda-feira, dia 18 de julho, completam-se 205 anos da morte de Jane Austen, escritora britânica que se tornou uma estrela da literatura. Dois séculos depois de seu tempo, a autora é conhecida e admirada em todo o mundo, tendo, inclusive, sua imagem estampada nas notas de 10 libras na Grã-Bretanha, mas tem uma biografia repleta de mistérios. Os poucos registros que existem da vida cotidiana de Austen são cartas enviadas por ela aos parentes. Ela viveu num período em que as mulheres levavam uma vida reclusa e cheia de limitações e a sobrevivência feminina quase sempre dependia de pais, irmãos e maridos. Nesse contexto, o casamento era uma questão de muita relevância e foi muito retratada nos livros da britânica. Autora de sucessos como Razão e Sensibilidade, Persuasão e Orgulho e Preconceito, considerado o mais bem sucedido, Jane Austen começou a escrever aos 19 anos. Em todos os romances, as heroínas, sujeitas aos costumes patriarcais da época, lutam contra a ideia de precisar encontrar estabilidade financeira e status social no casamento. Mais recentemente, estudiosos têm encontrado novas leituras sobre as críticas presentes nessas obras, como é o caso da pesquisadora Helena Kelly, autora de Jane Austen, the secret radical. Ela questiona visões pré-estabelecidas sobre os textos da escritora e explora neles a presença de temas como a abolição da escravidão, o feminismo e a crítica à Igreja.

Neste aniversário de morte de Jane Austen, o programa Universo Literário conversou sobre essas novas visões da obra da autora com a professora Adriana Salles, doutora em Estudos Linguísticos pela UFMG, tradutora, especialista em Jane Austen e presidente da Jane Austen Sociedade do Brasil.

Ouça a conversa com a produtora Enaile Almeida:

Clique aqui para escutar a entrevista.

Ainda nesta segunda-feira, 18, a professora Adriana Salles, participa da Homenagem ao Legado de Jane Austen, promovido pela Jane Austen Sociedade do Brasil em parceria com a Academia Mineira de Letras. O evento é gratuito e não é necessário inscrição. Serão realizadas três palestras sobre a trajetória literária da autora e a  professora doutora Adriana Salles aborda o tema “A permanência de Jane Austen”. A Homenagem ao Legado de Jane Austen é às 19h30, na sede da Academia Mineira de Letras – Rua da Bahia, número 1466, Centro. Mais informações no site

(Produção: Enaile Almeida e Félix de Alcântara, sob orientação de Alessandra Dantas e Luiza Glória)

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s