A Persuasão de Jane Austen

Texto escrito por Raquel Santos Silva
É o último romance acabado de Jane Austen, que não viveu para o ver publicado, nem sequer para o intitular. Persuasão é uma obra pouco complexa, tendo como pano de fundo uma crítica à sociedade do século XIX, com uma heroína sensata e uma bonita história de amor, num jogo de persuasões e ilusões que nos leva de uma ponta à outra do romance mais depressa do que inicialmente esperávamos. E, no meio de tudo isto, sobressai Anne Elliott. É impossível não gostar dela.
Sir Walter Elliott vive com as filhas Elizabeth e Anne em Kellynch-hall, até ser obrigado a alugar a propriedade e mudar-se para Bath. No entanto, Anne decide ficar e passa uma temporada em Uppercross, com a irmã mais nova, Mary, a única já casada, onde reencontra o amor de adolescência, o agora Capitão Frederick Wentworth. Entre aventuras em Lyme e convívios em casa da família Musgrove, Anne relembra o passado e sofre por ter rejeitado Frederick, que não parece querer perdoá-la.
Sob o olhar atento de Anne, Austen caracteriza e caricatura, como é nela habitual, algumas das personagens do romance. É o caso das próprias irmãs, fúteis, mesquinhas, mais preocupadas com a condição social do que com o intelecto – sobretudo a mais velha, Elizabeth. O mesmo acontece com o pai, um baronete falido para quem importam apenas a aparência, a opinião alheia e as boas companhias.
Para continuar lendo o texto da Raquel, clique aqui.
Anúncios

4 thoughts on “A Persuasão de Jane Austen

  1. Vânia 03/04/2012 / 9:17 PM

    Muito bem escrito o artigo, e nos remete às cenas lidas desse maravilhoso romance.
    Como sempre aprendi algo neste artigo: não sabia q o título não tinha sido dado pela própria autora.
    Ainda tenho muito a aprender.
    Bjão.

    Gostar

  2. Madalena 03/04/2012 / 10:10 PM

    Muito boa a resenha do livro.Eu ainda não li esse livro só esse filme dos anos 90 e fiquei encantada com a história.
    Gosto da forma como JA dá vida as suas heroínas. Acho que todas tem um pouco dela. Mas acho que a mais parecida é Elizabeth Bennet. Sempre quando leio a sua biografia ou vejo algum documentário sobre ela e sua vida, eu vejo Lizzy na minha frente.
    É uma pena que ela tenha morrido tão nova.Fico imaginando o que ela não teria escrito.

    Gostar

  3. Yo 06/04/2012 / 11:21 AM

    Li o livro e foi por ele que me apaixonei. Assim, fiquei exigente quanto aos atores que iriam interpretar o Cap.Wentworth.

    Primeiro assisti à versão recente da BBC… lindo e bom ator.
    Depois assisti com Ciarán… muuuuuuito bom também.

    As “Annes”… sem sal, todas duas. O interessante é que, acredito que sejam tão boas atrizes porque passaram (pelo menos para mim) exatamente o que a do livro me parece: aguadinha.

    Gostar

  4. Anônimo 13/04/2012 / 11:06 AM

    Esse é o meu romance preferido, apesar da Anne não ter a personalidade da Lizzie. E foi a partir dele que encontrei Jane Austen e descobri os outros livros. Persuasão é tão atual, não só por falar sobre o poder da aparência, mas também sobre o julgamento que a sociedade faz de uma mulher que não se casa logo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s